ID

Doodle do Google permite criar músicas com animação interativa e simultânea

 

O novo Doodle do Google desta quinta-feira, 22, surpreende pelo nível de interatividade. O usuário poderá criar uma música e, enquanto ela é reproduzida, formas e cores surgem quando cada uma das notas é tocada. É possível trocar os instrumentos, escolher o tom das notas, tempo da música, efeitos e até ver exemplos de músicas já feitas.

Neste vídeo um usuário conseguiu reproduzir a trilha base para Shape of You de Ed Sheeran, confira:

O Doodle é uma referência ao Lumigraph, instrumento criado pelo artista e cineasta homenageado pelo Google e que completa 117 anos de seu nascimento, Oskar Fischinger. O instrumento gerava exibições cromáticas e fantásticas com movimentos de mão – como uma espécie de pintura óptica em movimento e um precursor da mídia interativa e jogos multi-touch da atualidade.

Veja alguns dos filmes criados por Oskar Fischinger nos vídeos abaixo:

https://www.youtube.com/watch?time_continue=407&v=they7m6YePo

Fischinger patenteou o Lumigraph e, apesar da função de pintar de acordo com as notas tocadas, o instrumento não foi um sucesso de vendas. Parte do motivo estava na operação complexa do equipamento, o qual precisava de uma pessoa para manipular a tela e criar as imagens e outra só para mudar as cores das luzes que interagiam com o painel.

O artista alemão ficou conhecido pelas animações e por uma preferência por formas como as espirais. O Doodle em si mostra essas referências. Só que é ao criar a música que tudo fica mais claro, pois mostra a sincronia da música com as interações gráficas que aparecem coloridamente na tela.

Apesar de conhecido pelos filmes, feitos na primeira metade do século XX e utilizando de animação tradicional (sem auxílio de computadores), Fischinger também era um pintor com quadros que conseguiam capturar movimentos e sentimentos dramáticos de seus filmes em um único quadro. No entanto, mesmo com a tecnologia de hoje em dia, é difícil emular a precisão das cores e movimentos tão naturais e sincronizadas com a música.

Outward Movement (“Movimento Para Fora” em tradução livre) é um dos quadros de Oskar Fischinger que passa a ideia de movimento. Além disso, é o favorito de sua filha, Angie Fischinger (Foto: Reprodução/ cortesia de Angie Fischinger)

Recomendado para você