ID

Homens caem em mais golpes virtuais do que as mulheres, diz relatório

Foto: AFP

Relatório divulgado pelo dfndr lab, laboratório da PSafe, mostra que os homens caem mais em golpes virtuais do que as mulheres. . Cerca de 33 milhões de usuários homens acessaram links maliciosos no primeiro semestre do ano, enquanto 10 milhões de mulheres foram vítimas. As informações são do tecmundo.

Segundo a PSafe, esses golpes são chamados de “prishing”, que usam como isca assuntos que chamam atenção, como por exemplo promoções. O WhatsApp é o maior disseminador desses links. Ao todo, 38,2% dos conteúdos maliciosos são compartilhados atraves de mensagens na rede social.

“O WhatsApp é o aplicativo de mensagens mais utilizado por cibercriminosos por ter um número expressivo de usuários no Brasil e por gerar uma rápida disseminação dos links entre os usuários”, disse Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.

Recomendado para você