ID

Família transfere mansão em barco por 80 quilômetros para ter paisagem melhor

Reprodução/WBOC TV

Christian Neely desembolsou US$ 500 mil para comprar uma mansão georgiana do século XVIII, a Galloway House, na cidade de Easton, Maryland, nos Estados Unidos. O norte-americano planeja restaurar a habitação, mas antes, achou necessário fazer um novo ajuste: mover a casa para um terreno de frente para o mar. Na quarta-feira, 25, ao custo de US$ 1 milhão, transferiram de barco a construção, por 80 quilômetros, até a costa do município de Queenstown, no mesmo estado. As informações são do jornal The Guardian.

A cidade original da casa possui acesso ao mar, mas a Galloway House ficava no campo. Em Queenstown também há mar, mas também os pais de Christian e o restante da família, que vivem no local. Era inviável carregar a obra pelo percurso de 30 quilômetros por terra entre as duas cidades. A moradia foi concluída em 1760 e pesa mais de 400 toneladas. Mas foi possível levar a Galloway House até o porto de Easton, onde a propriedade foi transferida.

Em menos de 24 horas, a mansão chegou ao novo destino. O processo foi concluído de acordo com o planejamento, realizado durante dois anos. Agora, Christian pretende iniciar o processo de restauração da casa, o que pode custar mais US$ 1 milhão. De acordo com o empresário, a ideia é utilizar a moradia como um exemplo para as próximas gerações da família: além da união, para ele, a casa representa sustentabilidade, já que permanece de pé quase três séculos após a construção, antes da Guerra Civil dos Estados Unidos.

Recomendado para você