iMãe

Tatuei meu amor por Pedro

1195 2

Oi gente!

Procurei minha amiga Andrea Oliveira, mãe do Pedro,  para mostrar a sua tatuagem no pulso em homenagem ao seu amor maior. Ela topou na mesma hora e agilizou logo as fotos. Vamos ler a história da tatoo contada por ela mesma?

“Pedro nasceu em 2002 e desde então minha vida nunca mais foi a mesma. Dizem por aí que ser mãe é ter o coração batendo fora do corpo. Isso é mesmo ! Fiz a tatuagem, que é a única que tenho, em 2010, com um amigo tatuador chamado Roberto. Sempre soube o que queria tatuar, porque desde que nasceu falo essa frase para meu filho “Pedro onde cê vai eu também vou”. É um trecho de uma música do Raul Seixas, que foi um músico que embalou meu casamento com o pai do Pedro, o André. A dúvida era só qual local do corpo tatuar, fiquei anos pensando, queria algo inocente e visível. Foi então que um amigo me disse:  Andrea, tatua no pulso, onde você sente as batidas de seu coração. Adorei e fiz ! Parece uma pulseirinha e tá sempre comigo. Nem precisava de tatuagem para saber que onde o Pedro for eu também vou, mas gostei de fazer e ele adorou a novidade, disse que sou uma mãe seguidora. Toda mãe é seguidora, apenas tatuei isso para ele ter certeza de que sempre estarei com ele. Sempre!”

Gostaram? Tatuagem de mãe sempre tem uma historinha romântica assim, né?

<3