Blog do Jocélio Leal

TAP muda de presidente depois de 17 anos

Aeronaves da TAP estacionadas no Aeroporto de Lisboa (Foto: Jocélio Leal)

Lisboa – Após 17 anos, chegou ao fim a Era Fernando Pinto na TAP. A companhia portuguesa o tinha no comando desde 2000. Naquele momento, o gaúcho ex-presidente da Varig foi contratado com a missão de colocar a empresa na rota da privatização. Acabou demorando ainda 15 anos. Antonoaldo Neves o sucede.

Em 11 de janeiro, Fernando Pinto anunciou a saída em carta aos funcionários. Por contrato, segue como assessor pelos próximos dois anos.

O consórcio Atlantic Gateway, de Humberto Pedrosa (Grupo Barraqueiro – com negócios no Ceará) e David Neeleman (fundador da Azul), detém 45% do Grupo TAP (TAP SGPS), a Parpública 50% e os trabalhadores 5%.

Em julho de 2017, Humberto veio ao Ceará para festejar o aniversário do sócio em empresas de ônibus Chiquinho Feitosa, também presidente do DEM e primeiro suplente do senador Tasso Jereissati (PSDB), além de cunhado do ministro do STF Gilmar Mendes.

Em junho do ano passado, o Blog noticiou o fechamento do escritório da companhia em Fortaleza. Passara a atender por meio de uma agência de viagens parceira, a A3 Turismo.

A explicação oficial era a de que os clientes utilizam mais as plataformas digitais e o atendimento telefônico.

A confirmação do HUB da Air France-KLM e Gol em Fortaleza, decerto, obriga a aérea lusitana a rever o posicionamento. Nos últimos anos, sem concorrência a altura no Nordeste, a empresa abusou da paciência de clientes, praticando tarifas de alta altitude e usando aviões alugados de qualidade questionável.

Recomendado para você