Blog do Jocélio Leal

TAP traz bondinho para festejar 20 anos de voo

A companhia lusitana exibe o bondinho no Shopping Aldeota, em Fortaleza, até sexta-feira (Foto: Divulgação)

Fortaleza –  A rota Fortaleza-Lisboa-Fortaleza pela TAP completa 20 anos no próximo dia 30. A efeméride coincide com um momento de efervescência do mercado com o início dos voos da Air France-KLM -GOL e um Hub a captar passageiros do Norte e Nordeste a partir de 3 de maio.

Neste contexto, a companhia aérea lusitana faz ações promocionais. Uma delas: o bondinho “Prazeres 28”, tradicional elétrico lisboeta, estará presente no Shopping Aldeota, de hoje (28) sexta-feira. Será usado para a capacitação de agentes e visitação do público.

Hoje a atração está reservada para agentes de viagem, mas estará aberta para visitação na quinta e sexta.

Nos dois últimos anos, o bondinho passou por 13 cidades de quatro regiões do Brasil, capacitando mais de 1.800 agentes de viagem e sendo visitado por cerca de 20 mil pessoas, segundo a empresa.

“O sucesso foi enorme, e isso nos levou a repetir essa ação, incluindo algumas novas cidades. Nosso objetivo maior é levar um pouquinho de Portugal para as mais diversas regiões brasileiras”, disse em nota Francisco Guarisa, diretor de Marketing Brasil da TAP. A empresa mudou de comando após 17 anos.

Portugal em alta

O turismo já é responsável por cerca de 10% do PIB português. No último ano, o país teve um crescimento de 8,9% no número de turistas. O Brasil foi o mercado que mais evoluiu: em 2017, 869 mil brasileiros estiveram em Portugal, um recorde histórico.

Na lista de razões para atravessar  o Atlântico – no caso cearense, apenas 7 horas de voo – a diversidade de roteiros, a infraestrutura e os ótimos indicadores de segurança (3º país mais pacífico do mundo, de acordo com o Global Peace Index).

Anúncio falso

Uma mensagem atribuída à TAP circula na Internet. Mas a empresa se apressou em apontar a fraude. O anúncio diz que a companhia oferece bilhetes grátis. Na sua sua página do Facebook, a TAP alertou.

O autor da fraude cometeu erros primários: o texto está em português “brasileiro” e disse ter a empresa 75 anos. Mas são 73. Ele não leu o Blog.

Recomendado para você