Blog do Jocélio Leal

Ranger 2020 tem mudanças mecânicas e estéticas, acaba Flex e mantém preço

Nova Ranger 2020: novidades sem mudança no preço (Fotos: Jocélio Leal)

Mendoza (Argentina)* – A linha 2020 da Ford Ranger teve mudanças estéticas e mecânicas. Uma novidade: a montadora apagou a versão flex do portfólio. Agora, apenas diesel. O que não mudou foram os preços. Começa em R$ 128.250 e vai até R$ 188.990. Nas lojas chega em agosto.

Primeira parada do test drive de 130km: ao fundo, a Cordilheira dos Andes

A picape média produzida na Argentina tem nova grade e para-choque e pintura de rodas nova na versão topo de gama, a Limited. As motorizações turbodiesel (2.2 e 3.2) seguem firmes.

A versão XL 2.2, mirando os  frotistas, também está no cardápio. Tem cabine simples e dupla e câmbio manual de seis marchas. 

A suspensão da Ranger 2020 teve alterações. Promete mais conforto e até ajuste conforme a capacidade de carga e peso.

Outro salto. A tampa da caçamba estreia novo sistema de molas. A solução oferece mais leveza para abrir ou fechar. Pode-se operar apenas com uma mão. 

Abrir a tampa ficou mesmo mais fácil

Na Limited, sistemas de piloto automático adaptativo e novo leitor de placas. Tem aviso de frenagem de emergência pré-colisão com detector de pedestres e faróis de xenônio.

A picape já oferecia assistente de manutenção de faixa com correção de trajetória, ante concorrente e vice-líder Chevrolet S10, apenas com o alerta.

Na versão estreante, a Ford incluiu na Limited a frenagem automática de emergência. Entre 5 km/h e 60 km/h, a picape breca ao detectar veículos, pedestres e ciclistas. Caso mais rápido, ainda bate, mas com impacto amainado.

*O jornalista viajou a convite da Ford

Quanto custa a Ford Ranger 2020

  • XLS 2.2 4×2 automática – R$ 128.250
  • XLS 2.2 4×4 manual – R$ 147.520
  • XLS 2.2 4×4 automática – R$ 154.610
  • XLT 3.2 4×4 automática – R$ 176.420
  • Limited 3.2 4×4 automática – R$ 188.990

Recomendado para você