Leituras da Bel

Cearense Jarid Arraes lança livro sobre heroínas negras

Ilustrações integrantes do projeto. (Arte: Gabriela Pires)

Através do cordel, a cearense Jarid Arraes conta os percursos de 15 mulheres negras que transformaram estados ou regiões brasileiras. O livro – que oferece um compilado de afetos, histórias e lutas – será lançado em junho

A cordelista cearense Jarid Arraes começou a escrever sobre Dandara dos Palmares há quatro anos. Em formato de cordel, ela contou as desventuras, os percalços e as vitórias da líder quilombola. O interesse do público foi imediato e, a cada mês, Jarid narrava a vida de novas heroínas negras. Muitas eram desconhecidas e surgiram a partir de sugestões dos leitores. O projeto ganhou fôlego e, em junho, ela publicará o livro Heroínas Negras Brasileiras em 15 cordéis – compilado de afetos e histórias.

A obra está em pré-venda virtual e após o lançamento será distribuída em livrarias. São contadas histórias de mulheres negras que marcaram a evolução de estados ou de regiões. “Pesquisei em trabalhos acadêmicos, principalmente, tentando reunir o máximo de informações confiáveis, mas a verdade é que muitas dessas mulheres foram pouco registradas”, explica Jarid. A falta de dados precisos é atribuída ao descaso de “quem conta a história oficial”. Apesar disso, reforça a cordelista cearense, foi possível construir narrativas ricas, inspiradoras e cheias de casos extraordinários.

Um dos relatos é da vida de Eva Maria do Bonsucesso, negra livre à época da escravidão. Ela embarcou em uma briga com um homem branco e rico, mas saiu vencedora legalmente. “Acabou que o homem branco dono de escravos que ficou preso por alguns meses. Imagina só que fato impensável! Eu jamais imaginaria que algo assim tinha acontecido no Brasil”. São estas as substâncias que alimentam a narrativa de Jarid Arraes. Mais que um compilado de pequenas biografias, o novo livro é mecanismo para manter viva a memória social. Ao longo da pesquisa, a cordelista contou ainda com o conhecimento de pessoas que não estavam nos bancos acadêmicos.

“Queria dados históricos, registrados e confiáveis, mas no processo de pesquisa tive que levar em consideração o conhecimento das pessoas que não estavam na academia, porque muitas dessas heroínas ganharam uma narrativa popular. Acho isso incrível, mostra a resistência das histórias que tentaram apagar, mas não conseguiram. Pela oralidade, pelas histórias que passaram dos mais velhos para os mais novos, e como transformação em símbolos de luta, essas histórias sobreviveram”, diz.

Jarid Arraes, cordelista

Publicação
Antes da compilação de Heroínas Negras Brasileiras em 15 cordéis, as narrativas foram publicadas por Jarid em cordéis avulsos. Em dois anos, ela calcula, vendeu 20 mil exemplares. Além disso, em 2015, ela publicou o livro As lendas de Dandara em edição independente. O sucesso foi tão grande que, ano passado, a obra foi relançada pela Editora de Cultura. A resposta positiva do público mostra que há mercado interessado nas narrativas, nos processos e nas personagens geralmente negligenciados.

Mas ser escritora no Brasil, explica, é lutar contra monstros seculares ainda vivos. “Acredito que ser autora é muito complicado, ainda mais num contexto de mercado editorial extremamente machista, com uma realidade em que quem paga mais fica nas melhores prateleiras das livrarias. São eventos literários que não convidam escritoras, que não chamam autoras negras, que são formados por curadorias incompetentes e que insistem no ‘mais do mesmo’. Infelizmente esse ‘mais do mesmo’ quer dizer homem branco heterossexual, muitas vezes de meia idade. Essa é a figura que editoras, livrarias, eventos e leitores no geral ainda associam com credibilidade e qualidade”, elucida Jarid.

Saiba mais
As heroínas do livro:
Antonieta de Barros
Aqualtune
Carolina Maria de Jesus
Dandara dos Palmares
Esperança Garcia
Eva Maria do Bonsucesso
Laudelina de Campos
Luísa Mahin
Maria Felipa
Maria Firmina dos Reis
Mariana Crioula
Na Agontimé
Tereza de Benguela
Tia Ciata
Zacimba Gaba

Serviço
Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis
Autora: Jarid Arraes
Ilustrações: Gabriela Pires
Para adquirir: www.loja.jaridarraes.com
Outras informações: contato@jaridarraes.com

Recomendado para você