Leituras da Bel

Mulheres mortas por defenderem os direitos humanos são homenageadas durante a Flip

Histórias reais de mulheres ativistas pelos direitos humanos e que foram covardemente assassinadas por governos autoritários dão o tom da Ocupa Beauvoir. As narrativas serão homenageadas pelo movimento feminista Ocupa Beauvoir e pela Flipei – Festa Literárias Pirata da Editoras Independentes, durante a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip).  A mobilização acontece através de parceria entre o Barco Pirata, iniciativa inovadora de literatura, e o Podcast Rabiscos, uma das mais conceituadas mídias sobre literatura.

Algumas destas ativistas já povoam o imaginário dos brasileiros, como Rosa de Luxemburgo, Marielle Franco, Marsha Johnson e Dandara. Outras que ainda beiram o anonimato aqui nos trópicos, mas que foram importantíssimas nas transformações de suas comunidades, como a ambientalista hondurenha Berta Cáceres, a parteira de origem Ixil Maia, na Guatemala, Juana Santiago, a pescadora brasileira, Nilce Magalhães, líder do Movimento dos atingidos por Barragens, além da brasileira Luana Barbosa e da jornalista anarco-feminista japonesa, Itô Noé.

Em parceria com o Barco Pirata e o podcast Rabiscos, Ocupa Beauvoir lança série artística de lambe-lambes interativos e podcast com cartas

A Ocupa Beauvoir é um movimento de apoio e fomento ao ativismo contra a desigualdade de gênero no mercado literário, dedicado a estimular o uso de arte urbana como manifesto e também como meio de acesso a leitura de escritoras mulheres. Foi criado em 2018, ano em que foi selecionado pelo programa Laboratório de Inovação Cidadã, promovido pela Secretaria Íbero-americana, em Rosário, Argentina. Para 2019 o movimento feminista pretende ainda promover intervenções urbanas inspiradas em escritas mineiras e mulheres da ciência e da tecnologia. Acompanhem pelo @beauvoirocupa.

Ocupa Beauvoir

A Ocupa Beauvoir acontece durante a Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, que tem programação na cidade fluminense até o próximo domingo, 14 de julho. Um das ações é o lançamento da série artística de lambe-lambes interativos na ação “De Rosa Luxemburgo à Marielle Franco”. A iniciativa tem a direção de arte de Leila Vilhena e Júlia Vasconcelos, que também são responsáveis pela curadoria, juntamente com Gabriela Acerbi e a Flávia Lago. As ilustrações foram criadas por Paloma Barbosa, Gabi Sakata, Raquel Thomé, Raissa Jalkh, Angélica Menchini, Alyne Dellacqua, Mariane Brusetti, Bruna Rison, Clara Moreira e Thaty Mendonça. A composição gráfica ficou por conta da designer Leeh Ortiz.

Para essa produção a Ocupa Beauvoir contou com uma parceria da plataforma Margens e do podcast Rabiscos, da jornalista Jéssica Balbino. Dez escritoras contemporâneas foram convidadas a escreverem uma carta a cada uma dessas mulheres homenageadas, sendo elas: Keyty Medeiros; Estela Rocha; Bell Puã; Cristina Judar; Giovana Madalosso; Letícia Brito; Calí Boreaz; Preta Rara; Luiza Romão; Sara Donato. As cartas foram lidas pelas próprias escritoras e gravadas em formato de podcast, juntamente com uma entrevista exclusiva.

 

Serviço
Onde: Barco Pirata da Flipei – Ancorado no cais de Paraty
Onde: sábado, 13 de julho
Horário: 18h30min
Informações: http://margens.com.br/ocupa-beauvoir

Recomendado para você