Leituras da Bel

Casa de Poesia recebe lançamentos de Nina Rizzi e Sara Síntique

Os livro Sereia No Copo D’Água e ÁGUA ou Testamento Lírico a Dias Escassos serão lançados nessa quarta-feira, 31 de julho, no evento Casa de Poesia. A programação acontece no Gentilândia Bar (Rua Paulino Nogueira, 91, bairro Benfica). As obras são assinadas, respectivamente, pelas escritoras Nina Rizzi e Sara Síntique. A programação também contará com Carolina Capasso, Luana Braga, Marta Pinheiro, Zélia Dutra, Alderui, Marcelo Renegado, João Pirambu e Zé Rodrigues. A entrada é gratuita e o evento começa às 19 horas.

Nina Rizzi e Sereia

“Dividido em cinco partes (matriochka, minha fantasma, sortilégios pra matar o meu benzinho, sereia no copo d’água, prólogo), a poeta desenha o perfil de mulheres que emergem diante de nós de modo corpóreo, violento e múltiplo. São Marielles, Carolinas Marias, Claires e Ivonkas atravessadas por lembranças, mescladas a aromas, texturas e objetos do cotidiano. Falam das descobertas do amor e do corpo, mas também da violência que espreita o Brasil e o mundo e definem suas escolhas e, por vezes, tolhe suas vidas; racismo, violência institucional, homofobia e machismo”, explica o material de divulgação do livro Sereia no Copo D’água. O livro assinado por Nina Rizzi é um lançamento da Edições Jabuticaba – uma pequena editora que nasceu no começo de 2017 das viagens e conversas de três amigos.

Sara Síntique

Já ÁGUA ou testamento lírico a dias escassos é o nosso livro da escritora cearense Sara Síntique. Poeta, atriz, performer, mediadora de leituras e educadora, Sara é uma das principais representantes da literatura feita atualmente no Ceará. É mestra em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Ceará (UFC), onde também se graduou em Letras Português – Francês. Nasceu em Iguatu (CE), em 1990, e reside em Fortaleza desde 2001. Também é autora do livro de poesia Corpo Nulo (Editora Substânsia, 2015).  A linha temática que conduz o novo livro é a água: seus estados físicos, suas diversas potências poéticas – inclusive em sua escassez – sua capacidade de gerar e de destruir. “Água é fluidez, vapor, enxurrada, dilúvio, fumaça, mar, rio, lama, sangue…”, explica Sara Síntique.

Serviço
Casa de Poesia
Música, literatura e mais
Onde: Gentilândia Bar (Rua Paulino Nogueira, 91, bairro Benfica)
Quando: quarta-feira, 31 de julho
Horário: 19 horas
Entrada gratuita

 

 

Recomendado para você