Leituras da Bel

Leia “A boa arma”, texto da escritora cearense Lisiane Forte

Por Lisiane Forte*

Foto: George Belisário

A boa arma

Aprecio exalar o medular com ímpeto
e só assim
os falares apoderam-se de mim.

Se sentires o cheiro da minha poesia,
sim sim
será apenas de súpeto,
devaneado estupefado,
pois sim.

É que aprecio o desembaraço fácil
pro trato;
dos cotidianos dos meus simples tratados,
que moram em momentos que nunca se foram,
dessas memórias do tempo,
do engasgo,
sem prazo.

Quero poder construir cada estrutura do personagem
com cheiro e esmero –
que é pra dar fome da escritura
da qual se apaixona,
para caber nos sentidos
sem reducionismos.

Porque essa é a boa arma
e não lembramos o que esperar
sem esperança.

***

Lisiane Forte

É psicóloga, escritora e idealizadora do grupo terapêutico COM TATO – Ateliê de Mulheres. É autora dos livros Liames e Zonas Abissais.

 

Recomendado para você