Marketing Para Todos

RESPONSIVIDADE: O que é e como usá-la para sua empresa não perder clientes e dinheiro.

Você não precisa entender de quiromancia para ver que o presente e o futuro da comunicação de sua empresa estão na palma da mão. Basta observar ao seu redor para constatar que as pessoas utilizam cada dia mais algum dispositivo móvel –  celular, smartphone ou tablet –   para conectar-se com o mundo.

Mas e daí?  E daí que você e a sua empresa podem estar perdendo dinheiro, clientes e tempo com um modelo de comunicação, design e conteúdo, não compatível com esses dispositivos.

Isso porque estudos apontam que mais de 60% dos e-mails enviados pelas empresas, hoje, são abertos primeiramente em algumas dessas plataformas.

210 milhões de smartphones

Somente para se ter uma ideia, o Brasil terá um smartphone em uso por habitante até o fim deste ano – dados da 28ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP). Baseado nesse estudo, a base instalada de smartphones no País atingirá cerca de 210 milhões neste período.

Para os próximos dois anos, a expectativa é que o Brasil tenha 236 milhões de aparelhos desse tipo nas mãos dos consumidores, o que corresponde crescimento de 19% em relação ao momento atual.

59% acessam Internet no celular

Outro estudo, o “Google Consumer Barometer” (barômetro do consumidor), realizado anualmente em parceria com a empresa de pesquisas Kantar TNS, revela que a fatia de consumidores que utiliza smartphones no Brasil cresceu mais de quatro vezes nos últimos cinco anos – passou dos 14% em 2012 para mais de 60% em 2016.

O levantamento também aponta que 59% dos brasileiros usam os smartphones como meio mais frequente de acesso à Internet.

Em função do crescimento dessa demanda por uso de dispositivos móveis, a sua comunicação digital – seja pessoal ou empresarial – deve estar adaptada para abrir de forma correta em qualquer dispositivo.

Devido a essa necessidade de adaptação, principalmente de layout, surgiu o “Web design responsivo” (RWD, na sigla em inglês), que visa melhorar a experiência de navegação do usuário. A expressão foi criada por Ethan Marcotte, autor do livro Responsible Web Design, que traçou comparação entre web design e as ideias emergentes de “arquitetura responsiva”.

Site de multiplataformas

Na parte de design, com certeza, você já deve ter ouvido falar em site responsivo. Mas o que é responsividade? Simples: num site, por exemplo, é ajustá-lo a qualquer tamanho de tela e resolução existentes – site de multiplataformas.

Isso significa um modelo de site que adapta imagens, texto, botões e os demais elementos para que eles não percam qualidade visual ou funcionalidade em celulares, smartphones, tablets ou outra plataforma independentemente do tamanho da tela. Com isso, você aumentará de forma significativa a acessibilidade a ele.

Além disso, o cuidado também deve se estender à diagramação, qualidade e formato das imagens. Nada de malabarismos visuais, a ordem é simplificar para ser visto.

Outro ponto importante da responsividade diz respeito às pesquisas feitas nos buscadores. O Google por exemplo, desde 2015, “esconde” sites que não estão adaptados ao formato responsivo (veja aqui dicas do Google sobre o assunto).

As páginas nas mídias sociais também devem ser adaptadas ao modelo responsivo para que sejam visualizadas nos dispositivos móveis de forma correta.

 Comunicação clara e objetiva

O conteúdo é outro ponto fundamental na comunicação de um modelo responsivo.  Lembre-se que a pessoa verá sua comunicação de forma rápida, muitas vezes de relance, e o texto deverá ser estruturado para prendê-la nesses segundos de visualização.

Então, para isso, você terá de ser claro, objetivo e usar de criatividade para fisgar a atenção do leitor. Se quiser escrever um pouco mais, a dica é fragmentar o conteúdo, destacando frases ou adicionando títulos. Usuários de dispositivos móveis não têm tempo para oba oba e o seu conteúdo terá que conquistá-los entre uma enxurrada de mensagens baixadas.

Lembre-se que eles desejam uma adesão rápida e fácil ao modelo de comunicação recebido ou buscado. Portanto, tire proveito da responsividade, planeje e elabore ferramentas funcionais para não deixar seus clientes, ou sua empresa, na mão.

A responsividade tornou-se um dos fatores determinantes para o seu sucesso ou fracasso de uma empresa na era do marketing digital. E ela não é coisa do futuro e, sim, do presente, da nossa atual realidade de mercado.

CONHEÇA O SUPERMERCADO DO MARKETING

Peças de avulsas para divulgação – design e conteúdo personalizados – para você e a sua empresa. Pacote especial para quem está abrindo o primeiro negócio.

Inclusive sites, blogs e mídias sociais com design e conteúdo responsivos.

www.facebook.com/supermercadodomkt