Meu Negócio

Mercado internacional: entenda como expor seu produto sem sair do País

(Foto: rawpixel/Pixabay)

O Ceará, em alguns segmentos, já figura como importante exportador nacional e segue com potenciais para torná-lo ainda mais forte na atividade. Veja como as rodadas de negócios podem ajudar nessa tarefa

As rodadas de negócios são uma importante ferramenta para promover a inserção das pequenas empresas no mercado internacional. Estar em um evento no qual há a oportunidade de trocar conhecimentos e apresentar seu produto para fornecedores é um passo fundamental para quem deseja crescer.

Para empreendedores iniciantes e que já pensam em alçar voos internacionais, participar de um encontro de negócios é uma oportunidade ímpar de adquirir conhecimento e fortalecer relacionamentos com fornecedores, além de oportunidade de fazer novas parcerias. Na rodada de negócios, o gestor poderá criar uma rede de contatos que auxiliará no crescimento da sua empresa. Além de não precisar viajar para fora, podendo negociar in loco, sem custo de deslocação, afirma a mestre em negócios internacionais e analista de comércio exterior, Marta Campelo*.

Para a analista, o micro e o pequeno empreendedor cearense só tem a ganhar nos próximos anos. Com a expansão do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, a implantação do hub aéreo, que funciona como um centro de conexão de voos, colocará o Ceará na rota dos fornecedores internacionais. “A localização do Estado aproxima-o da Europa, África, Caribe e Estados Unidos, dando condições para a exportação crescer e para facilitar as rotas para as cargas por linha aérea”, pontua.

Marta aponta que o Ceará receberá cada vez mais eventos dessa natureza. “O Nordeste tem grande potencial para se transformar em exportador. Encontros como esses buscam a melhoria para o comércio local selecionando bem os compradores e procurando resultados positivos”, diz. Ela complementa explicando que os produtos nordestinos entrarão no mercado de forma gradativa.

Cuidados
A analista conta que, na hora da apresentação de um produto, se esta não for bem realizada, existirá a possibilidade de a proposta levar o rumo contrário. “A rodada demora em torno de 15 a 20 minutos. Ela tem de ser feita de uma forma muito clara, rápida e objetiva”, alerta. Marta aconselha que os empreendedores participem de reuniões de capacitação. “Tudo tem que ser preparado na medida. Catálogos adequados, boa exposição e controle do que é preciso ter na hora de apresentar sua mercadoria”, finaliza.

*Marta Campelo é analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do
Ceará (Sebrae/CE)

Quer aprender mais sobre finanças para tanto para seus negócios quanto para o cotidiano pessoal? Baixe gratuitamente nossos e-books sobre os temas!

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

Recomendado para você