Meu Negócio

O que é capacidade produtiva e como ela pode melhorar o seu negócio

Foto: Pexels/Pixabay

Indicador importante para quem trabalha com vendas, a capacidade produtiva auxilia gestores a investir com consciência em produtos mais rentáveis e de forma adequada

No âmbito da gestão empresarial, conhecer o próprio negócio é um conceito básico, mas que precisa ser reforçado para manter o crescimento do empreendimento. Nessa perspectiva, a capacidade produtiva se define como o quanto uma empresa consegue produzir de determinado produto. A avaliação dessa informação permite não só ampliar o crescimento da produção, mas também determinar quando é hora de reduzir o investimento.

“Muito importante em um negócio é a implantação do conceito de gestão. É a capacidade que a empresa tem de conhecer seu negócio através de números, e, por meio dessa mensuração, dimensionar o melhor modelo, mais produtivo, o modelo mais rentável”, explica Cláudio Araújo, administrador de empresas*.

O conceito da capacidade produtiva entra no aspecto de gestão no momento de averiguar os recursos disponíveis. Caso a empresa ainda vá ser montada, o plano de negócios funciona como estratégia para avaliar qual será a possível demanda inicial de um produto, e o que será necessário para que ele seja produzido. Assim, o gestor precisa monitorar a quantidade correta de produção, para que não haja falta de estoque, nem ociosidade das vendas.

Percepção de mercado
Caso a empresa já esteja em atividade, o empresário precisa conhecer os detalhes do mercado em que está inserido. “A capacidade produtiva vai variar conforme o segmento. Se eu usar o conceito de estoque para empresa varejista, ela vai ter um estoque maior que do que uma empresa do ramo atacadista.”, comenta Cláudio.

Para conhecer melhor o segmento no qual atua, o gestor pode trabalhar com o conceito do associativismo, que promove a união dos atores de determinado ramo. Assim, a construção de relações auxilia não só para o desenvolvimento dos negócios, mas também fortalece o mercado, o que beneficia a todos. “Existem práticas canibalistas que acabam deteriorando o mercado e não sobra nada para ninguém.”

Ferramenta de apoio
A partir da percepção do mercado, o empreendedor pode ter o dimensionamento do estoque. Para ter uma noção dos números e resultados do seu negócio, Cláudio recomenda a realização de uma Demonstração do Resultado do Exercício (DRE). Por meio dela, é possível ter indicadores como o giro de estoque e quais produtos não possuem boa vendagem. A DRE pode ser efetivada por meio de softwares específicos de gestão ou com o auxílio de uma consultoria especializada.

O principal erro dos gestores é a ausência de informação, avalia Cláudio. Para o administrador de empresas, o primeiro passo é dedicar tempo para angariar dados do próprio mercado, para em seguida os utilizar de forma produtiva. “ Se a empresa não se conhece, ela prejudica ela mesma. Hoje, é necessário o empresário conhecer gestão. Só consegue gerir, se consegue medir.”

*Cláudio Araújo é consultor do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (Sebrae/CE)

(+) Veja como produzir uma DRE

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você