Meu Negócio

Análise SWOT: como ela pode melhorar meu negócio?

Foto: StartupStockPhotos/Pixabay

Ferramenta voltada para análise externa e interna de fatores que afetam a empresa, a análise SWOT pode ser feita por empreendimentos de qualquer tamanho

Na hora de gerir um negócio, a observação da influência de fatores externos e internos no desenvolvimento de uma empresa contribui para a visão completa de como o empreendimento está posicionado no mercado. Para tanto, avaliações periódicas são importantes para traçar um planejamento dos próximos passos a serem tomados. Nesse âmbito, a análise SWOT entra como parceira para auxiliar na gestão.

A análise permite conhecer a Força (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities), e Ameaças (Threats) que afetam a empresa. A SWOT também pode ser conhecida como FOFA, na adaptação ao português. A ferramenta traz um diagnóstico amplo pois informa tanto sobre os riscos externos, os “incontroláveis”, quanto os internos, “os controlados”, explica Cláudio Araújo, administrador de empresas*.

Nos riscos externos, se configuram fatores políticos, tecnológicos, da clientela e concorrência, por exemplo. Já o ambiente interno tem influência da própria gestão da empresa. “Esse mapa me dá uma perspectiva ampla para iniciar o planejamento estratégico. Aproveitar e potencializar essas oportunidades, além de ter ações para blindar dessas ameaças, e ações para melhorar meus pontos fracos.”

Conhecimento para todos
Por meio da separação dos quadrantes, o gestor preenche cada item para avaliar a empresa como um todo. Se a comunicação com clientes está fluida, então entra para a categoria de Força, assim como a chegada de um concorrente com funções extras entraria na categoria Ameaças.

Por ter apelo visual, a análise SWOT pode ser melhorada quando preparada em equipe, com o auxílio de post-its e outros elementos físicos. Dessa forma, todos os presentes podem contribuir tanto com insights acerca do que identificam de problemático ou vantajoso na empresa, e permite a participação imediata de todos.

“A vantagem dessa materialização é, quando você trata de empresa, a visão não pode ser restrita a duas, três pessoas. Quanto mais pessoas estiverem conectadas a mesma análise, mais você direciona os esforços a uma mesma direção”, comenta Cláudio.

Periodicidade
Uma tradição brasileira, a avaliação anual pode ser o período ideal para realizar a análise SWOT da empresa, pois será possível averiguar se surgiu algum novo risco para o empreendimento, e também quais estratégias vêm dando certo. Cláudio Araújo recomenda o último trimestre do ano como a época mais vantajosa para realizar a avaliação.

Não importa o tamanho da empresa: a SWOT beneficia todos os agentes pois permite uma percepção adequada do mercado. O administrador de empresas ressalta que, para as pequenas empresas, o benefício pode ser ainda maior, pois já incorpora a ferramenta de gestão ao cotidiano empresarial.

*Cláudio Araújo é consultor do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae/CE)

Veja como a SWOT pode beneficiar seu negócio

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você