Meu Negócio

Como aumentar a presença do meu negócio na internet?

Marketing

Foto: Rawpixel/Pixabay

Dentro do ambiente de transformação do mercado físico e digital, entenda as estratégias para conquistar espaço nos negócios virtuais

No cenário atual, o Brasil conta com o maior investimento em marketing digital da América Latina. 24,4% do total de mídia, contra 43,5% da média global, além de ter dois terços da população conectada. Porém, a McKinsey & Company, empresa de consultoria empresarial americana, divulgou, em fevereiro de 2018, dados de estudo realizado com apoio da Associação Brasileira de Anunciantes (Aba), que mostram que, no Brasil, 80% das empresas ainda estão em estágios iniciais do marketing digital. 23% são iniciantes e 57% emergentes.

O especialista em marketing Bruno Leitão* explica que o marketing digital engloba todas as ações de marketing dentro do  canal virtual. Ele cita ações direcionadas às redes sociais, o Google, e-commerce e tudo que envolve o ambiente digital, como vlogs, blogs, buscadores e meios de comunicação por meio da web.

Bruno pontua que o e-commerce vem ganhando presença entre brasileiros. “É muito provável que ele não venha substituir totalmente o varejo, pois o meio tradicional ainda é muito forte. O que está acontecendo é uma transformação do físico e do digital, então, muitas vezes você pesquisa no digital antes de comprar no físico.” Segundo  o especialista, o mercado tradicional vai ter de criar experiências de consumo para o comprador que está na internet. “O ritmo de quem fica de fora da web é perder receita.”

Como fazer?
Para aumentar a presença digital, Bruno indica trabalhar o multicanal. Ou seja, atender a demanda dos mais tradicionais que preferem o físico, mas estar no ambiente digital para o cliente que quer conveniência. “O ideal é mesclar essas duas estratégias. A porta de entrada do marketing digital são  as redes sociais, daí temos desde as mais tradicionais até as mais específicas, como por exemplo o LinkedIn.”

O especialista aponta que o correto é utilizar o canal mais adequado dependendo do produto da empresa. “Se você trabalha com moda, o ideal é utilizar a rede social onde seus clientes que procuram por moda, como o Instagram. Se você trabalha com mercado corporativo, digamos como venda de produtos específicos para as empresas, o LinkedIn seria o indicado.” Ele pontua que para eu expandir a presença no meio digital, é fundamental entender onde o público está.

Se o público alvo que procura e compra o produto que a empresa vende está no Facebook, o indicado é criar estratégias para expandir a presença nesse espaço, afirma Bruno. Por outro lado, se o público é mais jovem e utiliza o Snapchat, é preciso investir nessa rede. O especialista cita a existência de uma série de ferramentas que estão diretamente ligadas a essas redes sociais. “Pode ser uma fan page, um perfil profissional no Instagram, a promoção de anúncios do LinkedIn. Isso dependerá de onde meu público está.”

De acordo com o especialista, é fundamental observar se o consumidor é mais tradicional e gosta de acessar os grandes portais para comprar espaço neles e fazer a divulgação. Em caso de um público mais dinâmico que gosta de novidades, o ideal é trabalhar redes sociais como o  WhatsApp. “Existem várias ferramentas hoje de divulgação no WhatsApp e isso dá penetração de mercado e visibilidade.”

Estratégias
Para quem está começando, Bruno Leitão indica uma estratégia utilizando o Google Maps. Ele cita o aplicativo Google Meu Negócio, onde o cadastro pode ser realizado de forma gratuita e é feito um pequeno investimento em seguida. “Às vezes a pessoa é Microempreendedor Individual (MEI) e tem um pequeno [negócio de] açaí. Cadastrando a loja no Google Maps, quando alguém em um raio de proximidade dele escrever “açaí” ou “alimentação saudável” pode aparecer o estabelecimento para  a pessoa que buscou”, ressalta.

Outra forma de aumentar a presença virtual é com o marketing de afiliados, aponta o especialista. “Digamos que eu vendo um curso online. Eu cadastro a pessoa para que elas vendam esse meu curso criando uma rede e assim elas ganham comissão em cima disso”. Ele compara a um marketing de rede, só que realizado pela web.

Bruno Leitão finaliza explicando para quem está entrando e quem já está no mercado buscar inovação no meio digital e capacitação. “É preciso ficar atento ao que está acontecendo, às novas ferramentas. A internet pode ser tão poderosa quanto o fluxo de caixa, uma ferramenta de gestão de pessoas. As dicas servem tanto para quem já está no mercado digital como para quem vai entrar.”

*Bruno Leitão é analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (Sebrae/CE)

Saiba mais sobre marketing digital

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você