Meu Negócio

Mercado audiovisual: é o momento certo de investir?

Homem trabalha com câmera de vídeo. Aponta para o visor, que filma uma cena. Produtor audiovisual.

Foto: lucasphotography/Pixabay

Com oportunidades em vários setores, segmento do audiovisual demanda talento e visão para negócios dos empreendedores. Entenda o panorama atual do setor

Mercado que movimenta milhões e gera centenas de milhares de empregos no Brasil, o segmento do audiovisual traz diferentes oportunidades para os empreendedores. Seja para quem está na parte de prestação de serviços ou na criação de sua própria agência de vídeo, a área traz diferentes formas de atuação.

“É uma das indústrias que mais cresce no mundo. No Brasil, cresce de 8 a 9% ao ano e emprega algo em torno de 100 mil pessoas. Juntando as outras pontas da cadeia produtiva, são quase 400 mil pessoas. Gera emprego, renda, formulação de valores simbólicos importantes para o País”, fala Suzana Costa, produtora de audiovisual e presidente da Câmara Setorial de Audiovisual do Ceará.

O que, antes, era um mercado que demandava investimento em equipamentos de valor elevado, hoje, é possível realizar produções com qualidade, sem a necessidade de um custo tão alto para o empreendedor. Para quem precisa de um equipamento mais especializado, Suzana explica que a prática de realizar o aluguel dos materiais é uma prática comum para quem trabalha com audiovisual e que Fortaleza possui opções para esse público.

“O problema maior é o entendimento da gestão dessa produtora como negócio, que, de certa forma, que quem trabalha muito focado na [área da] Publicidade já tem um modelo de negócio já atualizado”, relata. No ramo da publicidade, como a demanda por vídeos para televisão vem diminuindo com o crescimento dos anúncios na internet, os gestores destes negócios precisaram se reinventar com o tempo.

“O fundamental é o entendimento que não podemos ser artistas que abrem uma pequena empresa. Temos que entender que precisamos ser empresários, gestores de um negócio que trabalham com arte e cultura”, defende a presidente.

Posicionamento da empresa
Uma vez no mercado, as produtoras audiovisuais precisam passar com clareza quais tipos de serviço realizam. Por exemplo, o segmento de vídeos institucionais atrai certos tipos de clientes, enquanto um portfólio voltado para vídeos de restaurantes possui um atrativo diferente. Dessa forma, o empreendedor necessita delimitar seu escopo de atuação, para garantir um atendimento mais competente.

“A relação com as TVs mudou, por conta da internet. Saber sobre esse mercado, como você pretende atuar, conhecer profundamente e entender que você precisa gerir um negócio. Não adianta ‘uma ideia na cabeça e uma câmera na mão’, porque o mercado está funcionando de uma forma muito mais objetiva”, encerra Suzana.

Saiba mais sobre empreendedorismo e audiovisual

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você