Meu Negócio

Como aplicar um plano de marketing ao meu negócio?

Imagem mostra um notebook, uma caneta azul e um caderno ao lado dela. A tela do computador está desfocada.

Foto: Goumbik/Pixabay

Entenda a importância do marketing para o funcionamento do seu negócio e identifique se é preciso atualizar seu plano de marketing

É comum relacionar o marketing com a presença nas redes sociais e as campanhas – na realidade – publicitárias das empresas. Entretanto, o marketing vai muito além. Ele é a alma do negócio, essencial para a gestão estratégica. Exemplo disso é o plano de marketing, guia que orienta a empresa a estabelecer objetivos, metas e estratégias relacionadas a um produto, bem como o preço, promoções e ponto de venda.

O analista Alisson Gomes* explica que o marketing ajuda empresas a alcançar objetivos estratégicos. “Dependendo do modelo de negócio de cada empresa, ela pode querer melhorar a imagem perante o público, impulsionar as vendas ou posicionar o produto de forma diferente”, exemplifica. Para alcançar essas metas, é o marketing quem analisará o mercado e definirá como isso será feito de forma competitiva.

Qual a definição?
O plano de marketing é um documento no qual estão organizadas estratégias, objetivos e orçamentos da empresa. É a partir dele que os negócios determinam ações de forma mensurada e planejada. Qualquer empresa que esteja competindo no mercado – seja um microempreendedor individual (MEI), seja uma multinacional – precisa desenvolver o documento. Os consultores de marketing são os profissionais capacitados para trabalhar o plano.

O analista reforça que a diretoria e gerência da empresa se faça presente no momento das consultorias. São esses setores que norteiam os objetivos dos negócios e que aprovam as sugestões dos consultores. “O consultor é fundamental para conduzir esse processo [de desenvolvimento do plano de marketing], mas antes de mais nada é fundamental ter o objetivo de onde a empresa quer chegar e em quanto tempo”, avalia.

E o momento certo para a implantação?
Existem sinais que clarificam quando negócios precisam desenvolver um plano de marketing. O mais comum é a dificuldade nas vendas. Depois, a dificuldade no posicionamento de produtos, no lançamento de produtos e serviços, na percepção de marca e até na definição de preços indicam a urgência do instrumento. “Claro, o preço não é algo que só o marketing define, mas passa pela análise dele”, salienta Gomes.

Importante ressaltar que o intuito da ferramenta é ser adaptável. Afinal, se o mercado é dinâmico, as estratégias das empresas também o são. Por isso, os planos de marketing têm validade, como dois ou cinco anos. Por outro lado, abusar das mudanças fragiliza as propostas do documento, tornando-o impraticável. Alisson recomenda alterações apenas por reestruturações da firma ou rearranjos mercadológicos que “impactem fortemente na estratégia”.

*Alisson Gomes é analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae/CE)

PLANO DE MARKETING AVANÇADO

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você