Meu Negócio

Coworking: a tendência que muda o cotidiano dos negócios

A foto mostra uma sala com várias pessoas estudando. Elas dividem uma longa mesa de madeira. Ao centro, um grande mapa com a foto da América Latina.

Foto: StockSnap/Pixabay

Ramificação da economia compartilhada, a prática do coworking traz benefícios como networking e redução de custos para empresários

Em tempos de economia compartilhada – tanto em nível de transporte quanto de diferentes serviços – o mundo dos negócios não poderia se afastar da tendência. Nessa linha, o termo coworking começou a se tornar popular entre quem busca um ambiente de trabalho agradável, e que reúna opções de conforto e produtividade.

Assim, os ambientes coworking se configuram como áreas para trabalhar em conjunto com outros profissionais de qualquer tipo de segmento. “Um espaço de trabalho compartilhado, podendo ser mesas ou salas individuais onde empresas ou profissionais liberais dividem custos comuns e têm a oportunidade de compartilhar informações e vivências entre si”, define Marília Diniz, administradora de empresas*.

De acordo com o portal Coworking Brasil, existem cerca de 100 espaços do gênero no País, dos quais 21 estão em Fortaleza, divididos em 10 bairros. É possível conferir a lista completa no site. Em escala mundial, são cerca de 4 mil estabelecimentos do segmento.

Oportunidade de relacionamento
Marília Diniz detalha que o modelo de coworking já existe em Fortaleza desde o início dos anos 2000. Para se manterem ativos e com engajamento dos participantes, os espaços realizam ações como momentos de integração, em formato de palestras e eventos de capacitação, para os chamados “residentes”, ou seja, aqueles clientes ativos dos locais.

Acerca dos benefícios, Marília comenta que um dos principais é o corte nos custos fixos de uma empresa. “Pois estes valores são divididos, a obtenção de um endereço fiscal, espaço para reuniões etc. Além disto, tem a possibilidade de troca de experiências entre os residentes.”

Marília defende que ainda há muito a evoluir no uso de mesas compartilhadas, pois o uso principal do coworking hoje é focado na aquisição de um endereço fiscal e para salas individuais. “Fortaleza já tem um bom número de espaços coworking e eles estão espalhados por toda a Cidade. Cidades do interior também já vivem essa realidade”, encerra.

SAIBA MAIS SOBRE COWORKING

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você