Meu Negócio

Persona x público-alvo: entenda a diferença

A imagem mostra uma pessoa escrevendo diferentes nomes sobre papéis em branco, como se estivesse definindo uma persona

Foto: Mihai Surdu/Pixabay

Estratégia para especificar o perfil dos clientes de um negócio, a persona auxilia no desenvolvimento de produtos, uso de redes sociais e outras atribuições de uma empresa

A definição do público-alvo de um negócio é um dos passos mais básicos para a criação de uma gestão eficiente. Contudo, mais detalhes significam uma abordagem mais próxima dos reais clientes. Então, você conhece a Persona? O conceito se refere aquele consumidor ideal do seu serviço ou produto, de forma próxima da realidade, para que sejam traçadas estratégias mais assertivas de marketing e outros temas.

Ou seja, quando falamos de persona, é sobre a Luana, 23 anos, estudante de MBA em Finanças, que tem total dedicação ao curso e tira doze horas semanais para estudar. No caso do público-alvo, a questão seria mais abrangente, como “estudantes do sexo feminino em faixa etária X”.

“Ele assiste televisão duas vezes por dia. Que horas ele assiste? Que horas ele acessa a internet? Ele utiliza telefone? Paga as contas por onde? Que lugares costuma ir? Tem todo um rol de conhecimento desse público”, explica o analista Alisson Gomes*. O especialista explica que esse conhecimento permite traçar jornadas de sucesso para tipos diferentes de clientes, pois cada um possui realidades diferentes, mesmo que busquem os mesmos objetivos.

Benefícios para todo tipo de negócio
A definição da persona traz diferentes vantagens. Com as informações é possível transmitir o perfil dos clientes para os funcionários, realizar modificações na produção de novos produtos ou serviços, entre outros. Alisson alerta para o fator de mutabilidade do conceito. Dessa forma, uma persona definida hoje não será a mesma daqui a um ano. Logo, o empreendedor precisa observar sua base de clientes, em busca de compreender os novos hábitos.

“[A definição da persona] Ajuda muito no marketing, no branding, definição de produto, questão de relacionamento, insights de como posso me comunicar, validar meu preço. Ajuda você a focar na necessidade do seu público”, relata Alisson.

Primeiros passos
Para realizar uma definição mais assertiva, a contratação de uma agência de publicidade é a estratégia mais indicada. Contudo, o empreendedor também pode realizar cursos – tanto gratuitos quanto pagos -, pela internet ou de forma presencial. “Uma agência vai dar todo o suporte para ele poder fazer isso de maneira mais prática, mas num pequeno negócio, que está começando, ele pode, sim, praticar. É interessante porque pode usar essa persona para guiar os produtos, o perfil nas redes sociais”, encerra.

*Alisson Gomes é analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae/CE)

SAIBA MAIS SOBRE MARKETING
GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS
GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS
GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você