Meu Negócio

MEI: faça um bom atendimento para fidelizar clientes

Imagem mostra vendedora olhando para um tablet, dentro de uma padaria. Ilustra um bom atendimento

Foto: Freepik

Conversar com os clientes, entender suas questões e trabalhar para resolver os problemas fazem parte de um bom atendimento. Saiba como adotar no seu negócio

Para os microempreendedores individuais (MEI), capacitar-se em diferentes áreas é importante para manter a excelência não somente no serviço ou produto oferecido, mas também em outros aspectos do empreendedorismo. Dessa forma, atender de forma adequada auxilia na fidelização dos clientes e promove uma boa imagem da empresa no mercado.

De acordo com Alice Mesquita*, especialista em pequenos negócios, o primeiro aspecto de um bom atendimento é, independente do porte da empresa, se atentar às características de qualidade e apresentação do serviço ou produto oferecido. “O atendimento em si deve ser cordial, apresentando segurança, clareza e objetividade, procurando não deixar o cliente na dúvida. Outro ponto valorizado por qualquer cliente é a rapidez e a pontualidade na entrega”, destaca.

Mas e se o cliente for difícil?
Mesmo que a situação esteja complicada, o empresário sempre precisa manter a calma e não se deixar levar pelo momento, explica Alice. Ou seja, é importante tratar a situação de maneira racional, mostrando para o cliente que ele está sendo ouvido e que as críticas serão sanadas. “Seja gentil, estabeleça uma conexão, deixando claro o papel de cada um e revise cada passo do processo para não haver maus entendidos.”

Atendimento online
Nos casos virtuais de atendimento, a rapidez é um dos principais pontos a se atentar. Logo, caso seu negócio funcione pela internet, garanta que há um preparo para dar as respostas claras e de maneira ágil. “Seja direto, fazendo perguntas que não gerem dúvidas e procure dar respostas curtas, mas se certificando de que o cliente entendeu. Caso seja necessário enviar propostas online, tire todas as dúvidas e revise a proposta antes de enviá-la.”

A importância da pesquisa de satisfação
Com o uso de ferramentas gratuitas, é possível saber se o atendimento da empresa está sendo realizado de forma adequada. Contudo,  atentar à qualidade das perguntas que constarão no formulário. Alice Mesquita sugere a aplicação de uma versão impressa da pesquisa em um número pequeno de clientes, para somente então passar para o ambiente virtual.

“As perguntas devem ser curtas e diretas, observando também a quantidade de perguntas para não cansar o respondente. Deixe claro no formulário o porquê da pesquisa, estimulando o cliente a respondê-la. Se possível ofereça algum bônus, como um um convite para um café”, encerra Alice.

*Alice Mesquita é assessora do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae/CE)

SAIBA MAIS SOBRE UM BOM ATENDIMENTO

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você