Meu Negócio

Uniforme no negócio: vale a pena investir?

Moça morena de uniforme utiliza o caixa em um bar. Ao fundo, garrafas de bebidas

Foto: Pressfoto/Freepik

Utilização de uniformes está associada à identidade da empresa e ao tipo de serviço, portanto, é preciso ponderação antes de realizar o investimento  

A forma de se trabalhar vem passando por transformações. Alguns profissionais conseguem ter horários mais flexíveis, possibilidade de fazer home office e, em algumas empresas, o uso de bermudas já foi liberado. Assim, os uniformes para funcionários continuam em pauta, o que leva às empresas a tomarem uma decisão: oferecer versatilidade ao funcionário ou reforçar a identidade visual da marca.

Quando a empresa opta por utilizar os uniformes, é importante que seja levado em consideração o tipo de serviço que ela oferece e o motivo que a levaria a investir na aquisição das vestimentas. “Outro ponto a se observar é a vida útil do uniforme. Não é interessante que os funcionários utilizem peças já desgastadas, e a empresa precisa estar atenta e fazer a substituição sempre que necessário. Sendo assim o empresário deve tratar o uniforme como um investimento, inclusive como fator de motivação para os funcionários”, esclarece a mestre em engenharia de produção Alice Mesquita*.

Se for bem trabalhado e planejado, o uniforme traz retornos positivos para a empresa. Para Alice Mesquita, o uso pode ser associado além do fator estético e motivacional. “Um dos fatores positivos a se pensar em uniforme está relacionado à estratégia de marketing, já que todos os funcionários estarão ‘levando’ a empresa consigo a lugares que a empresa não consegue chegar com suas estratégias de marketing.” Os uniformes também devem permitir que os funcionários se sintam valorizados, com autoestima elevada e com o sentimento de pertencimento. Isso pode ajudar na produtividade e no empoderamento do colaborador.

Quanto à imagem da empresa
Ao pensar na confecção do uniforme, deve-se levar em consideração o propósito e a missão da empresa. Além disso, o uso do mesmo também irá atuar na imagem da empresa, no cuidado, na qualidade e no profissionalismo dela em relação ao mercado e aos seus clientes. “Independentemente do tamanho da empresa, é importante que ela passe uma boa imagem para seu público, isso gera credibilidade. O uniforme serve também para fixar uma identidade visual da empresa, fazendo com que seja sempre lembrada pelas cores, marca e logotipo usados”, reforça Alice.

Aplicação
Introduzir o uniforme na empresa é algo que deve ser feito com calma e de forma leve. O primeiro passo é ter segurança de como ele será adotado e escolher um tipo que deixe os funcionários “orgulhosos” em usá-lo. Também é importante deixar claras as regras e condições de uso, sem passar a impressão de que aquilo esteja sendo imposto.

Economia
Como dito, a utilização do uniforme se torna um investimento que as empresas fazem na sua imagem. Uma tendência é a implantação de uniformes mais simples e discretos, sejam eles apenas chapéus, lenços ou uma padronização na cor das camisetas. Uma potencial estratégia é solicitar aos funcionários que venham com suas próprias camisetas, liberando o estilo, mas pedindo que elas sejam da mesma cor, por exemplo. Dessa forma, os funcionários têm a liberdade de escolher o que vestir, ao mesmo tempo em que a prática gera economia para a empresa.

*Alice Mesquita é assessora da diretoria do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (Sebrae/CE)

SAIBA MAIS SOBRE EMPREENDEDORISMO

GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS

GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você