Nobre Arte

Tyson Fury vence segunda luta de seu retorno e já acerta combate contra Wilder

Fury contra o Pianeta

O  peso-pesado britânico Tyson Fury (27-0 com 20 nocautes) venceu por pontos seu adversário, o italiano Francesco Pianeta (35-5-1 com 21 nocautes), no Windsor Park em Belfat na Irlanda do Norte. O combate de 10 rounds foi marcado como 100-90, com o juiz único dando todos os rounds para o Fury.

Essa é a segunda luta do britânico depois de destronar a invencibilidade de mais de 11 anos e os três cinturões mundiais do ucraniano Wladimir Klitschko em novembro de 2015 e seu subsequente cancelamento da revanche e os problemas com depressão, bebidas e drogas que causaram o cancelamento de sua licença de boxeador profissional.

Contudo, o britânico retornou aos treinos em 2018 e venceu o peso crusador albanês Sefer Seferi por nocaute técnico em junho em uma luta um pouco estranha. Já contra Pianeta eu pude assisti a luta e o Fury encontrava-se mais a vontade e boxeou melhor e manteve sua energia por todos os 10 rounds do combate, entretanto, ainda não pareceu estar em sua velha forma.

O mais importante, contudo, foi o anúncio de luta contra o americano detentor do cinturão do Conselho Mundial de Boxe, Deontay Wilder em data ser marcada, provavelmente novembro ou dezembro, em Las Vegas nos Estados Unidos.

A categoria dos pesados estava precisando de uma grande luta como essa anunciada, especialmente depois do fiasco das negociações da unificação do também britânico Anthony Joshua contra Wilder, a qual falarei em post futuro. Toda a comunidade de boxe está animada com esse combate, serão dois giantes invictos, Fury tem 2,06m e Wilder 2,01m.

Fury prometeu a família que iria pegar sua carava e comemorar o feriado cigano e logo depois voltaria aos treinos, pois a grande luta já está bem próxima.

Fury e Wilder – Foto de Chris Robert / Frank Warren

 

 

 

Recomendado para você