Nobre Arte

Em luta apertada Shawn Porter leva na decisão contra Danny Garcia

571 2

Neste sábado no Barclays Center em Nova Iorque tivemos uma ótima luta de boxe entre Shawn Porter e Danny Garcia com um contraste de estilos como já era imaginado. Ao longo de doze rounds tivemos uma luta intensa com muito clinche e trabalho para o árbitro Steve Willis .

                                             Danny Garcia contra Shawn Porter

Porter pressionou durante os 12 rounds sempre com muita intensidade enquanto Garcia preferiu boxear no contragolpe.Na minha opinião Porter poderia ter sido mais advertido e inclusive ter um ponto deduzido, pois sempre encurtava a distância projetando a cabeça o que resultou em diversas cabeçadas involuntárias, ou não, contra o Garcia. Muitos rounds foram parelhos, mas ao final do combate marquei um empate em 114-114, Dan Rafael da Espn marcou o mesmo.  Já os juízes apontaram 116-112 e 115-113 e duas vezes.

Abaixo coloco a estatística dos golpes na luta. Temos que Porter conectou um pouco mais de socos, mas Garcia foi consideravelmente mais efetivo. Ainda assim, só reitera como a luta foi parelha.

Estatística dos Golpes. Cortesia do Compubox.

Com a vitória Porter leva o cinturão dos meio-médios do Conselho Mundial de Boxe e leva seu cartel a 29º vitória em 32 lutas, com duas derrotas e um empate. Já Garcia fica com a segunda derrota em seu cartel de 36 lutas com 34 vitórias.

Assim como já havia previsto no post anterior antes da luta sobre uma possível luta com outros lutadores também empresariados por Al Haymon, ao final do combate o campeão da Federação Internacional de Boxe, Errol Spence Jr subiu ao ringue e desafio Porter para uma luta de unificação e foi prontamente aceito o desafio. Agora devemos esperar mais detalhes.

                                                                               Shawn Porter e Errol Spence Jr

Para o Garcia, após sua segunda derrota em três lutas, sendo justo que foram em decisões contestadas e contra dois dos melhores pugilistas da categoria, é preciso reconstruir seu caminho ao título. O boxeador já provou que tem nível para lutar com os melhores, agora é corrigir os erros e voltar para desafiar novamente por um cinturão mundial.

Recomendado para você