Nobre Arte

Canelo Vs Golovkin II – Ótimas lutas no card preliminar

Além de toda a expectativa para a luta principal em si, a qual já abordei um pouco nos dois posts abaixo, o evento de sábado tem outro atrativo: três ótimas lutas com grandes lutadores campeões e ex-campeões do mundo.

Canelo Alvarez e a polêmica do doping por carne contaminada

 

Gennady Golovkin e Saul Alvarez II – Como a divisão do dinheiro quase impediu a luta de acontecer

A primeira destas lutas é entre Roman “Chocolatito” Gonzalez contra Moises Fuentes nos super moscas.

Chocolatito, pugilista do Nicarágua, tem 46 vitórias em 48 lutas, seu cartel era perfeito até 2016 quando perdeu  2 lutas para o tailandês Srisaket Sor Rungvisai. Chocolatito já havia sido campeão em 4 categorias de peso diferentes começando nos palhas e depois vencendo nos mosca-ligeiros, mosca e super mosca. Essa luta contra o mexicano será um bom termômetro para saber se Chocolatito ainda tem nível para competir em alto nível, mesmo não apresentando tanto perigo ao boxeador do Nicarágua. Ótima luta para se começar a noite.

                                          Chocolatito contra Brian Viloria

Já a segunda luta é um desafio nos médios entre o canadense David Lemieux contra o irlandês Gary “Spike” O’Sullivan.

Lemieux, 39 vitórias em 43 lutas com 4 derrotas, é um ex-campeão mundial, por coincidência perdeu seu título em uma unificação contra Golovkin, é um lutador que bate muito forte e tem um cruzado de esquerda perigosíssimo, mas em contrapartida não é tão técnico assim como foi apontada em sua última luta na qual tomou uma aula de boxe do campeão da Organização Mundial de Boxe Billy Joe Saunders. Já O’Sullivan, 28 vitórias em 30 lutas com 2 derrotas, apesar de não ter sido campeão ou desafiado por um dos principais títulos é um boxeador ranqueado e ambos prometem fazer uma luta para nocautear o outro já que trocaram muitas farpas pelas redes sociais e deixaram claro o desgosto um pelo outro. É esperado que o vencedor dessa luta possa desafiar Saul Alvarez no futuro já que os três são promovidos pela Golden Boy Promotions. Outro ponto interessante é que O’Sullivan foi um dos boxeadores especulados para lutar contra Golovkin em maio.

                                                                 Lemieux e O’Sullivan

A terceira e última antes da principal é entre James Munguia contra Brandon Cook, onde Munguia defende seu cinturão dos médios ligeiros da Organização Mundial de Boxe.

Outra boa luta. James Munguia, mexicano, é um boxeador novo com apenas 21 anos e invicto em 30 lutas. Conquistou seu cinturão contra o duro Sadam Ali que vinha de vitória contra Miguel Cotto e defendeu em luta com o inglês Liam Smith.  Apesar da pouca idade ele tem um volume de jogo e pressão muito grande, além de ser um boxeador grande para a categoria. Seu adversário é o canadense Brandon Cook, tem 20 vitórias em 21 lutas com 1 derrota, não tem o mesmo nível de adversário que o dono do cinturão e penso que deverá perder antes do final dos 12 rounds. Um ponto interessante a ser feito é da coragem de Munguia, pois ele foi designado para lutar contra Golovkin em maio, mas a Comissão Atlética de Nevada proibiu a luta devido a grande disparidade de experiência entre os dois boxeadores. Vale notar que o boxeador Patrick Teixeira está ranqueado pela Organização Mundial de Boxe e ambos são promovidos pela Golden Boy Promotions, então pode ser que no futuro o lutador brasileiro desafie pelo título.

Munguia contra Smith

Então, fora a luta principal que dispensa comentários vamos ter essas três que são mais um motivo para os fãs do boxe não perderem esse grande evento no sábado.

 

 

Recomendado para você