Nobre Arte

Manny Pacquiao vence Keith Thurman e aumenta seu legado

No sábado pudemos presenciar mais uma vez Manny “Pac Man” Pacquiao nos surpreender com sua vitóra sobre Keith Thurman e conquistar o principal cinturão da Associação Mundial de Boxe dos meio-médios.

Com esse triunfo o já único campeão mundial da história do Boxe em oito categorias de peso adicionou mais uns marcos à sua carreira estelar como ter sido um dos únicos boxeadores a terem sido campeões mundiais com um intervalo de 20 anos, , honraria divida com o grande George Foreman, e também o campeão mundial mais velho da categoria dos meio-médios.

Conforme disse em post anterior a luta era uma incógnita, afinal, Pacquiao apesar de todas as suas qualidades é um boxeador de 40 anos enfrentando um adversário de 30 anos consideravelmente maior e invicto. Portanto tudo poderia acontecer, as casas de apostas refletiam isso apesar do leve favoritismo do lutador filipino.

Antes da luta o boxeador americano falou bastante, soando confiante e/ou arrogante, inclusive apostou 10 mil dólares que venceria por nocaute nos dois primeiros rounds. O quê provou ser um grande erro.

                                                                           Pacquiao derruba Thurman

A realidade provou ser diferente. Já no primeiro round da luta após um começo de estudo Manny golpeou a linha de cintura com a esquerda e subiu com um cruzado de direita para derrubar Thurman. Nos rounds seguintes Pacquiao se manteve superior com suas sequências e no quinto round atingiu com força o nariz de Thurman causando sangramento.

                                            Pacquiao causa sangramento no quinto round

No sexto e sétimo rounds o americano retornou ao combate sendo assertivo e atingindo mais o desafiante. Já no oitavo Pacquiao conseguiu roubar o round com sequências precisas enquanto no nono Thurman foi superior. Entrando no décimo os dois estavam trocando golpes até que Pacquiao com um poderoso golpe de esquerda na linha de cintura fez o americano acusar o golpe e entrar em modo de sobrevivência para não levar outra queda ou até mesmo  o combate ser interrompido, mas Thurman conseguiu ser elusivo tempo o suficiente para se recuperar ao final do round.

Sabendo que precisava de um nocaute ou derrubar o Pacquiao para vencer o combate o campeão foi com agressividade nos rounds finais, mas não foi o suficiente, Pacquiao não  se recusou a trocar e a luta foi competitiva até o round final.

Em minha marcação dei 7 rounds para Pacquiao e 5 para Thurman com o escore de 115-112. O resultado dos árbitros ficou em 114-113 Thurman, bem contestável, e os restantes ficaram em 115-112 semelhantes ao meu e por decisão dividida Manny Pacquiao é o novo campeão da Associação Mundial de Boxe na categoria dos meio-médios.

Depois do triunfo ficou aberto os novos rumos de sua carreira e pela entrevista ele deixa claro que não se aposenta retornando em 2020 para a alegria dos fãs de Boxe.

 

Recomendado para você