Novo Ensino Médio

O Ceará e o ensino médio de hoje

00

O Ensino Médio passará, em breve, por mudanças que alterarão a rotina das escolas em todo o país. A equipe técnica do Ministério da Educação já trabalha nas definições da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que determinará as diretrizes do ensino no Brasil. As secretarias estaduais estudam os impactos das mudanças e começam os planejamentos para a implementação da reforma.

 

No Ceará, a equipe da Secretaria de Educação está realizando estudos técnicos para compreender a nova legislação. A pasta tem alcançado bons índices nas pesquisas nacionais. O desafio será  mantê-los após a implementação da reforma do ensino médio.

Bons resultados

No Ceará, o ensino médio gratuito é oferecido a 450 mil alunos matriculados nas 716 escolas. (Foto: Evilázio Bezerra/O POVO)

Os números alcançados pela rede têm sido animadores. De acordo com o levantamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgado em junho deste ano, a evasão no ensino médio cearense teve uma queda progressiva no período de 2007 a 2015.

 

Enquanto o total da rede pública estadual brasileira apresenta um índice de 12,2%, no Ceará a taxa é de 11%. Com relação ao abandono escolar no Ensino Médio, a queda foi ainda mais acentuada. Em 2007, a taxa era de 16,3% e, em 2015, este número baixou para 8,1%. A redução foi de 8,2 pontos percentuais. Entre os estados nordestinos o Ceará também é o primeiro com menor taxa de evasão escolar.

 

Ainda de acordo com o Inep, a rede pública cearense ocupa as primeiras posições entre os estados com melhores indicadores de promoção, diminuição de repetência, queda de evasão escolar e migração para Educação de Jovens e Adultos (EJA). A pesquisa tem como base os dados do fluxo escolar fornecidos no Censo da Educação Básica no período 2007-2015.

 

Segundo o estudo, o Ceará é o primeiro lugar do Nordeste em promoção. Também aponta a menor taxa de repetência nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental ao Ensino Médio. O Estado ainda é o primeiro com menor repetência (6%) e o segundo em taxa de promoção (81%) no Ensino Médio.

Indo além

Para seguir com essa performance, além das disciplinas da base nacional comum e do conteúdo da formação profissional, o currículo do ensino médio no Ceará conta com componentes como Empreendedorismo, Projeto de Vida, Mundo do Trabalho, Formação para a Cidadania, Projetos Interdisciplinares, Horários de Estudo, Língua Estrangeira Aplicada.

 

A carga horária superior à média nacional também ajuda nos bons resultados. A reforma do Ensino Médio prevê o aumento da carga horária, que passará de 800 horas anuais para mil horas por ano, o que implicará em uma hora a mais por dia. No Ceará, o período de estudo já é de 1200 horas anuais e, no caso das escolas profissionalizantes, a carga horária total trabalhada ao longo dos três anos do ensino médio integrado à educação profissional já é de 5.400 horas, ou seja, 1800 horas anuais.