Plínio Bortolotti

Wikipedia e o apóstolo Paulo

O estudante irlandês, Shane Fitzgerald, de 22 anos, conseguiu enganar os editores de jornais inglesas da Índia e Austrália. Ele inventou uma citação e a atribuiu, na Wikipedia, ao compositor francês Maurice Jarre, morto em 29 de março. A frase foi reproduzida no obituário do jornais ingleses The Guardian e The London Independent e no site BBC Music Magazine, entre outros.
A frase inventada, e sem fonte de origem, foi postada pelo estudante logo após a morte do músico. Foi retirada do ar por moderadores da Wikipedia por duas vezes, mas recolocada por Fitzgerald logo depois. O erro permaneceu no ar durante todo o dia 30 de março.

Estudantes costumam me perguntam se a Wikipedia pode ser usada como fonte de consulta. Eu costumo recitar-lhes a exortação do apóstolo Paulo fez aos coríntios [6, 12], quando estes lhe perguntaram o que era permitido e o que era proibido aos cristãos. Em uma lição do que é o livre arbítrio ele respondeu: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma”. Ou, em outra tradução: “Tudo me é permitido, mas nem tudo convém. Tudo me é permitido, mas eu não me deixarei dominar por coisa alguma”.

Para os jornalistas pode ser traduzido assim: a Wikipedia pode ser uma das fontes de pesquisa, mas não pode ser tida como “a” fonte.

A matéria é do site Comunique-se e pode ser vista clicando-se abaixo.

Irlandês inventa citação na Wikipedia e engana jornais

Da Redação

Um estudante irlandês conseguiu enganar os editores de publicações inglesas, além de jornais na Índia e Austrália. Shane Fitzgerald, de 22 anos, inventou uma citação e a atribuiu ao compositor francês Maurice Jarre, morto em 29 de março, na Wikipedia. A frase foi reproduzida no obituário do The Guardian, do The London Independent e do site BBC Music Magazine, entre outros.Sua intenção era demonstrar o uso da enciclopédia colaborativa, onde qualquer usuário pode acrescentar ou suprimir informações, como fonte primária de consulta. A frase inventada e sem fonte de origem foi postada pelo estudante logo após a morte do músico. Foi retirada do ar por moderadores da Wikipedia por duas vezes, mas recolocada por Fitzgerald logo depois. O erro permaneceu no ar durante todo o dia 30 de março.A citação, que se espalhou pela rede como sendo de Maurice Jarre, é: “One could say my life itself has been one long soundtrack. Music was my life, music brought me to life, and music is how I will be remembered long after I leave this life. When I die there will be a final waltz playing in my head, that only I can hear”. O trecho pode ser encontrado em algumas revisões antigas do verbete, como esta.

A edição desta quarta-feira do The Guardian traz a correção do obituário, além de um artigo sobre o episódio, assinado por Siobhain Butterworth. “O que outros podem enxergar como um ato de vandalismo, Fitzgerald chamou de pesquisa… É preocupante que esta desinformação veio a luz apenas porque seu autor enviou e-mails aos editores informando-os o que fez, e é ruim ter levado um mês para fazer isso”.

Com informações do Irish Times

Recomendado para você