Plínio Bortolotti

Congresso em Foco x Ciro

506 1

O site jornalístico Congresso em Foco publica matéria que é uma espécie de “autodesagravo”. Sob o título “A Câmara pagou sim, Ciro”, afirma ter reunido informações para sustentar que a “a Câmara dos Deputados pagou quatro voos internacionais para a passageira Maria José Gomes, mãe do ex-governador cearense e do atual (Cid Gomes, irmão de Ciro). Os dois primeiros tiveram emissão em dezembro de 2007; os outros dois, em abril de 2008”, de acordo com os registros da TAM.

O site Congresso em Foco foi o responsável pelo levantamento dos principais casos do escândalo que ficou conhecido como a “farra das passagens aéreas”, material que foi reproduzido por praticamente todos os jornais do país.

Nesta matéria, o Congresso em Foco rebate a  “reação do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE)” que,  ao ver a lista dos deputados federais que usaram a cota de passagens para voos internacionais, classificou-a de “leviana e grosseira mentira”.

O Congresso em Foco anota: “Ressaltamos que os nomes de Ciro e de sua mãe apareceram exclusivamente na lista dos parlamentares que usaram a cota para passagens internacionais, e não haviam sido destacados em nenhuma matéria deste site até a explosão verbal do deputado [quando Ciro disse alguns palavrões para jornalistas, pedindo para que fossem publicados], três semanas atrás”.

Continua o Congresso em Foco: “A assessoria de Ciro mantém a versão de que os dois voos de dezembro de 2007 não ocorreram, até porque, insiste o gabinete do deputado, ela [a mãe de Ciro] à época não tinha visto de entrada para os Estados Unidos. Em nenhum momento, o Congresso em Foco afirmou que essa viagem foi feita. Informou que a passagem foi paga pela Câmara”.

Ao siste a assessoria de Ciro diz que  “a TAM pode ter feito uma confusão”, reafirmando outra declaração do deputado, que  sua cota “jamais foi usada para pagar viagens de qualquer pessoa, a não ser dele mesmo”.

A matéria deixa passar um certo tom de desabafo, resultado da forma como  o deputado Ciro Gomes reagiu à publiciação da lista do Congresso em Foco, desqualificando o trabalho de seus jornalistas, da forma como fez. O site afirma que sua atividade está “sujeita a erros”, como qualquer outra, mas não terá dificuldade em reconhecê-los, se “forem demonstrados”.

Veja a matéria completa no Congresso em Foco, incluindo reprodução de cartões de embarque em nome de Maria José Gomes.

Recomendado para você