Plínio Bortolotti

Cuba reage a blogues alternativos

442 2

O portal Vermelho, vinculado ao PCdoB, informa que jornalista cubanos “comprometidos com a revolução” [ou seja, com o governo cubano] criaram uma plataforma para hospedar seus blogues.

Conforme reproduziu o Vermelho, Charly Morales, do portal Cubahora, disse que a criação da plataforma é “para combater em igualdade de condições – ou pelo menos reduzir a desvantagem -, era urgente que os bloggers cubanos pudessem se defender ‘de dentro’, tirando assim a dependência de plataformas estrangeiras, auspiciadas por sabe Deus quem”.

A plataforma para hospedar tais blogs se chama BPC [Blogs Periodistas Cubanos] que, segundo o portal Vermelho é “gestado” no Centro de Informação para a Imprensa (CIP), certamente um órgão oficial, pois não existe imprensa independente em Cuba. 

 A nota irônica fica por conta do título que o portal Vermelho dá à sua notícia: “Jornalistas cubanos lançam plataforma de blogs alternativos”.

Não resta dúvida de que é uma reação contra uma leva de blogueiros independentes que consegue driblar a censura cubana hospedando blogues em servidores no exterior. 

Esses blogueiros, verdadeiramente independentes e alternativos, são obrigados a se valerem de subterfúgios, e a pagarem caro, para conseguirem manter seus blogs críticos ao governo.

Um dos mais famosos blogueiros de Cuba, por sinal uma blogueira, Yoani Sánchez, mantém o Generacyon Y, que tem repercussão mundial.

Cada postagem que Yoani faz, tem, em média, dois mil comentários; alguns chegam seis mil comentários, dos mais variados países do mundo. Seu blog é traduzido em 16 línguas, por voluntários, inclusive em português, japonês, chinês e lituano.

Em seu post publicado ontem [1º/6/2009], Yoani publicou a foto abaixo, pedindo a resolução de problemas que não devem sofrer os blogueiros do BPC. 

cibermovilizacion1

Recomendado para você