Plínio Bortolotti

O livro das horas da Praça do Ferreira

421 2

Jarbas-editadoJarbas Oliveira e  José Mapurunga fotografaram e escreveram O livro das horas da Praça do Ferreira.  Uma homenagem a Fortaleza vista por um de seus lugares mais característicos.

Jarbas é fotógrafo com trabalhos publicados nos principais jornais e revistas do país; Mapurunga é um escritor que teve a sorte de nascer em uma das cidades mais simpáticas do Ceará: Viçosa – mas decidiu  ganhar o mundo.

Eles resolveram traduzir a filosofia da figura essencial da Praça do Ferreira, o poeta das ruas Mário Gomes:

“A verdade da vida é compreender a loucura do outro”.

Jarbas captou com sua lente; Mapurunga autenticou com o seu texto a trupe de vendedores ambulantes, trabalhadores, desocupados, artistas de rua e  párias sociais de diversas categorias: a mulher do cafezinho, o vendedor de algodão doce, os evangélicos, os jogadores de porrinha, o homem que descasca cocos com os dentes,  os jovens comerciários – frequentadores que batem ponto no chão ou no banco da praça: o velho Valmir, o jornaleiro Paixão, o João Engraxate, o Nietzsche, o Deputado.

O livro será lançada nesta quinta-feira [3/9/2009], às 17h30min, na Praça do Ferreira, com projeção das fotos. A obra, patrocinada pela Secretaria de Cultura do Município em homenagem ao aniversário da cidade, será distribuído às bibliotecas públicas.

Recomendado para você