Plínio Bortolotti

Empresas de outdoor dão drible na Semam para descumprir acordo que os mandava simplesmente cumprir a lei

60 5

Deodato Ramalho, titular da Semam [Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano] anunciou em grande estilo que havia feito acordo com o Sindicato das Empresas de Publicidade Exterior do Ceará [Sepex] para retirar os outdoors ilegais da cidade: seriam mil placas.

Pois bem, vejam o que O POVO publica hoje:

«O acordo estipulado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano (Semam) de receber a lista com mil outdoors irregulares foi descumprido pelo Sindicato das Empresas de Publicidade Exterior do Ceará (Sepex-CE). O documento foi entregue ontem, como prometido, mas só tinha 50 outdoors na lista. Com isso, a Semam deve intensificar a fiscalização e estender a aplicação da multa também aos anunciantes caso a lista completa não seja entregue na próxima segunda-feira, 23.

“Eles entregaram uma lista completamente fora da realidade. Fizeram uma reunião dizendo que seriam mil outdoors e me trouxeram uma lista com 50. Diante desta situação, estou me reposicionando. Se essa lista não chegar até segunda (23), vamos reiniciar e intensificar a fiscalização e a aplicação de multa, inclusive, aos anunciantes”, afirma Deodato Ramalho, titular da Semam. Segundo ele, a dificuldade maior era a burocracia e a falta de pessoal. Para isso, Deodato disponibilizou um advogado só para tratar das autuações.»

O título da matéria: “Semam promete fiscalização a outdoors irregulares”, promessa que atual administração vem fazendo desde o primeiro mandato.

Então ficamos assim:

1. Um setor importante da economia descumpre a lei [talvez sejam os mesmo que reclamam quando alguma praça é invadida por camelôs, tão ilegais quanto eles].

2. A Prefeitura de Fortaleza aceita a situação por vários anos, apesar das promessas de agir.

3. Finalmente, a Semam consegue um “acordo” para que a lei – vejam bem – para a lei seja cumprida. Seriam retirados mil placas irregulares da cidade.

4. Fazendo pouco do acordo, o sindicato que representa as empresas de outodoor apresenta uma lista com 50 placas. Ou seja, 5% do que fora prometido.

5. A Semam faz nova promessa de agir com rigor.

Ah, sim, tem mais uma:

Na matéria, Estélio Queiroz, vice presidente do sindicato das empresas de outdoor, afirma que a lista com os “primeiros 50 outdoores” são para serem retirados até o fim do ano. Generoso, ele promete retirar mais 50 em janeiro do próximo ano, mas concede: a idéia deles é “realmente retirar os mil outdoors irregulares”.

Quando?

“Ainda não tem cronograma definido”.

Eu conheço o cronograma: as calendas gregas.

Recomendado para você