Plínio Bortolotti

Cid Gomes usa Twitter com instrumento de governo [e conta com o microblog lhe deu uma manchete no O POVO]

1666 5

André Teixeira Bezerra, estudante da turma dos Novos Talentos – programa para novos jornalistas que eu oriento no O POVO – deixou no blog [restrito] do projeto um podcast com a palestra que o governador do Ceará Cid Gomes fez no 3º Fórum de Comunicação do Governo Federal no Nordeste, realizado no início deste mês, no Centro Administrativo do Banco do Nordeste. Por julgá-la interessante, vou reproduzir aqui alguns trechos.

Ele falou basicamente de sua experiência no Twitter, e lembrou como salvou uma pauta da jornalista Dalviane Pires – do O POVO – quando esta postou um pedido de “ajuda” a Cid Gomes para concluir sua matéria. O governador viu a mensagem, pediu o telefone da jornalista via Twitter, falou com ela, e deu-lhe os dados de que estava precisando.

O governador estava a vontade e foi uma conversa divertida, entrecortada de risos. Cid chegou a brincar com a fama de americanizada que tem Sobral, sua cidade de origem. Quando afirmou que se mantinha “up to date” [autalizado] com a tecnologia, alguém da platéia fez uma brincadeira, e ele emendou: “Gostaram do ‘up to date’?, eu aprendi em Sobral”, provocando risos generalizados.

A palestra

Cid Gomes fez uma histórico da avanço da tecnologia da informação no Ceará e de seu interesse pelo assunto. Foi quando disse que se mantinha “up to date”. Para ele, a informática é um misto de “lazer e trabalho”.

Contou como, a partir de um GPS instalado no seu Iphone passou a fazer o georreferenciamento das obras do Estado, anotando-as no Google Earth.

Foi quando tomou conhecimento do Twitter, pelo uso que o presidente americano, Barack Obama, fez durante a sua campanha. Disse ter observado que o Twitter era uma “ferramente extraordinária” para comunicar-se com as pessoas. Assim, o governador passou a fazer posts no Twitter com link para o Google Maps, onde aponta o local e publica uma foto da obra em construção.

Afirmou que ele mesmo faz suas a atualizações, diferentemente de muitos políticos que repassam a atribuição a assessores. Para ele, a ferramenta “perde o valor” se não for o próprio autor do microblog a preocupar-se com a atualização. Garantiu que não existe um único post que não tenha sido feito por ele mesmo.

Contou que todas as vezes que se encontra com o presidente Lula incentiva-o a criar um endereço no Twitter, mas que não tem conseguido sucesso.

O governador disse que frente à população do Ceará, de mais de 8 milhões de habitantes, podem parecer pouco significtivos seus 4.407 seguidores [4.946 quando escrevi este post], mas que isso não o desmotiva, pois a repercussão de seus posts alcança um universo mais amplo, pois ele é seguido por jornalistas e outras pessoas que reproduzem as informação que ele posta no microblog.

Foi quando o governador lembrou passagem ocorrida com uma jornalista do O POVO,

Dalviane Pires, que preparava uma matéria sobre o refinancimento de débitos com o Estado. Sem conseguir falar com nenhum secretário do governo e com o horário do fechamento se aproximando, ela começou entrar naquele desespero que todo jornalista conhece. Vejam como o próprio Cid Gomes descreveu a situação:

“Uma repórter, não sei se ela está aqui [alguém na mesa lembra-lhe o nome da jornalista], fez um comentário assim [no Twitter]: Ah se o cid me ajudasse. Ela não pedia não; só clamava aos deuses, ao céu [risos]. Aí eu respondi para ela: me mande o seu telefone que eu te ligo. Ela, surpresa, me mandou o telefone. Eu telefonei para ela, foi manchete dojornal no dia seguinte; não manchete que eu liguei para ela [risos], mas o assunto que ela tinha pautado. Muitas vezes eu tenho conseguido me antecipar à [minha] assessoria de impresa.”

O endereço do governador Cid Gomes no Twitter: http://twitter.com/cidfgomes

Recomendado para você