Plínio Bortolotti

É preciso mudar critérios para concessões: “TV, rádio e políticos”

Praça do Ferreira, Fortaleza (CE), em foto de Drawlio Joca

Meu artigo semanal, publicado na edição de hoje (1º/9/2010) no O POVO, com foto de Drawlio Joca, exclusiva para os leitores do blog.

TV, rádio e políticos
Plínio Bortolotti

Assim que tomou posse, o novo presidente do Chile, Sebastián Piñera, vendeu a sua emissora de TV a Chilevisión, o segundo canal mais importante do país. O negócio foi feito com a Time Warner por 140 milhões de dólares.

Piñera relutou em abrir mão da TV, ainda tentou entregá-la a uma fundação administrada por sua família. Pressionador por opositores – que alegaram conflito de interesses entre ele ter a propriedade de uma poderosa emissora de TV e ser detentor do cargo político mais importante do país – ele mudou de ideia. Como presidente, Piñera também nomeia o presidente da estatal TVN, o canal mais importante do país.

Enquanto isso, no Brasil continua o contubérnio entre políticos e o serviço de radiodifusão. E não há opositores para reclamarem, pois esses, quando na “situação” também costumam beneficiar os seus aliados na distribuição de emissoras de rádio e TV.

Se, nas campanhas eleitorais, existe controle para que as rádio e TVs tratem de modo equilibrado os candidatos em disputa, a pergunta nunca respondida é a seguinte: fora desse período é permitido que um político use esses meios para se autopromover? Sim, pois é difícil imaginar que, sendo político, o proprietário de uma emissora vá dar refresco aos seus adversários, em qualquer época.

Ficando no Nordeste, dê um passeio pelos estados, a partir do Maranhão e verifique que, na maioria deles, há ligação direta entre a dominação política e/ou econômica e a propriedade dos meios de comunicação. José Sarney, presidente do Senado, chegou a afirmar – em um rasgo de sinceridade – que não precisaria ser proprietário de jornal, rádio e TV se não fosse político.

Desse modo, poucos querem ouvir falar em rever a forma como são distribuídos canais de rádio e televisão – concessões públicas – de modo a pôr um pouco de ordem e equilíbrio no setor.

Fotos

Se gostou da foto de Drawlio Joca,  você poder ver mais nos seguintes endereços:

. Flickr
. Facebook (São Paulo)
. Facebook (Rio)

Recomendado para você