Plínio Bortolotti

SOS Mata Atlântica lança plataforma ambiental

Nesta terça-feira (21/9/2010) a Fundação SOS Mata Atlântica lança em Fortaleza a Plataforma Ambiental para o Brasil. Será às 9 horas no Complexo de Comissões da Assembleia Legislativa.

O dia 21/9 foi escolhido por ser o Dia da Árvore e o início da Primavera. A SOS Mata Atlântica quer o compromisso dos candidatos aos cargos executivos e legislativos com o documento. O convite para comparecer ao evento é aberto a todos os interessados.

O documento foi produzido com o objetivo de apresentar as principais questões ambientais, que precisam Ada atenção de autoridades em todos os níveis. “Os eleitores precisam cobrar de todos os candidatos uma atenção especial a uma agenda socioambiental que atenda as necessidades da população para o desenvolvimento sustentável do Brasil”, afirma Mario Mantovani, diretor de Políticas Públicas da SOS Mata Atlântica.

A plataforma está disponível para download e todos poderão acompanhar seu andamento na página da campanha (onde outras informações podem ser obtidas). As pessoas poderão utilizar a Plataforma para entregá-la ao seu candidato e até enviar fotos e vídeos. O documento já foi lançado, este mês, na Câmara dos Deputados, com o objetivo de apresentá-lo aos deputados da Frente Ambientalista.

A Plataforma

Além de ter como princípio básico a Constituição Federal Brasileira, com destaque para o artigo 225 (“Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo”), a Plataforma Ambiental foi construída seguindo as determinações da Agenda 21, da legislação ambiental brasileira e dos demais tratados e protocolos internacionais. O documento é composto por cinco agendas principais: Água e Saneamento, Incentivos Econômicos e Fiscais, Biodiversidade e Florestas, Mudanças Climáticas e Institucional.

O objetivo da plataforma é fazer com os candidatos debatam o assunto e se posicionem para garantir que o componente ambiental seja levado em consideração em todas as áreas de políticas públicas federais, construindo uma economia para o país, que tenha o socioambiental como premissa.

Recomendado para você