Plínio Bortolotti

O POVO ganha menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

620 2

“Inquisição, no rastro dos amaldiçoados”, série publicada no O POVO, ganho menção honrosa no 32º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

Para realizar o trabalho os repórteres do O POVO estiveram em portugal e vasculharam os sertões do Ceará em busca de judeus, cujos ascendentes foram perseguidos pela Inquisição.

Veja os premiados

Categoria Jornal “Crimes de maio”, de Renato Santana, do jornal A Tribuna de Santos – SP
Menção Honrosa “Diários da liberdade”, de Paula Sarapu, jornal O Dia – RJ
Menção Honrosa “Inquisição – no rastro dos amaldiçoados”, de Demitri Túlio Silva Araújo, Luiz Henrique Campos, Cláudio Ribeiro, Ana Mary C. Cavalcante e Fátima Sudário, do Jornal O POVO – CE
Jurados: Sinval Itacarambi, Paulo Salvador e Rose Nogueira

Categoria Rádio “Infância perdida”, de Fabiana Maranhão Lourenço da Silva e equipe, Rádio Jornal de Pernambuco
Menção Honrosa “Desaparecidos, feridas que não cicatrizam”, de Letícia Cardoso e equipe, Rádio CBN Vitória
Menção Honrosa “Poder que abusa”, de Carlos Alberto Silveira Morais e equipe, Rádio Jornal AM 780 – Sistema Jorna do Comércio
Jurados: Benê Rodigues, Benê Correia e Oswaldo Luiz Colibri Vitta

Categoria Fotografia “Tortura em domicílio”, de João Augusto Souza Kuerten, Diário Catarinense, SC
Menção Honrosa “De frente para o crime”, de Weimer de Carvalho Franco, Jornal O Popular, GO
Menção Honrosa “Morta ao sair da delegacia”, de Ney Douglas Marques, Empresa Novo Jornal – RN
Jurados: Elvira Alegre, Amâncio Chiodi e Kiko Farkas

Para ver

Caderno Inquisição [role a página].

Página do Prêmio Vladimir Herzog.

Recomendado para você