Plínio Bortolotti

Procura por curso de Jornalismo na USP aumenta, mesmo após a queda da obrigatoriedade do diploma

Relação candidato/vaga na Universidade de São Paulo (USP)

Matéria publicada no Comunique-se mostra que a USP (Universidade de São Paulo) registrou crescimento na procura pelo curso de Jornalismo para o vestibular deste ano, apesar da queda da exigência do diploma para o exercício da profissão.

O fim da necessidade do diploma específico para exercer a profissão de jornalista foi decidida STF (Supremo Tribunal Federal) em junho de 2009, a relação de candidato/vaga na universidade para 2011 é de 34.62, contra 32.30 em 2010.

Apesar da alta deste ano, diminuiu a procura pelo curso na última década. Em 2006, a relação candidato/vaga era 53,93 – a maior em dez anos.

Faculdade fecha

No entanto, segundo informa o Comunique-se, a decisão do STF afetou algumas universidades. No ano passado, o Senac (SP) decidiu fechar a graduação em Jornalismo, por desistência dos alunos. Em 2009, a Universidade de Uberaba (Uniube) e Universidade Mogi das Cruzes (UMC) suspenderam a turma de um semestre, já a Faculdade de Campinas (Facamp) decidiu extinguir o curso.

Faculdade abre

Ainda segundo o comunique-se, na contramão dessas universidades, em setembro de 2010 a ESPM lançou sua graduação em Jornalismo. Foram abertas 100 vagas para este ano. Segundo a entidade, o momento foi visto como uma oportunidade, já que acredita que apenas os cursos que atenderem às exigências do mercado serão mantidos.

Recomendado para você