Plínio Bortolotti

Novos desafios do jornalismo e dos jornalistas

Fui convidado pelos alunos do segundo semestre, encarregados da recepção aos novos estudantes de jornalismo, para falar a eles sobre a profissão. Nesta sexta-feira (5/8), às 14 horas,  estarei conversando com eles no auditório José Albano, no campus do Benfica.

Experiência

O pedido da estudante Raíssa Veloso, que me fez o convite, foi para falar sobre a minha experiência como jornalista. Mas preferi um terreno mais movediço, tentando lançar um olhar para as transformações pelas quais está passando o jornalismo com o advento da internet.

Internet

O que vou dizer ao jovens estudantes está, em parte, escorado nas ideias do jornalista Rosental Calmon Alves, professor da Universidade do Texas, e diretor do Centro Knight para Jornalismo nas Américas.

Rosental  pôs no ar o primeiro jornal brasileiro na Internet (1995), o Jornal do Brasil, e é considerado uma das pessoas mais bem preparadas quando se trata do conhecimento sobre as novas mídias, sendo consultor de vários jornais em todo o mundo.

Novo ecossistema X ecossistema industrial

Para ele, vivemos um “novo ecossistema” na mídia – em comparação com o “ecossistema industrial”, que muda totalmente a forma de fazer jornalismo. Comparando os dois ecossistemas, saímos de uma era:

da escassez para a abundância de informação;
do alto custo de produção para o baixo custo de produção;
de uma comunicação verticalizada e de massa para a a comunicação horizontal e multidirecional;
do jornalismo como monólogo para o jornalismo como conversa, como diálogo.

Vou procurar mostrar ainda – bem rapidamente – como saímos da revolução dos tipos móveis de Gutenberg (1450) para a revolução da Internet (década de 1990).

Novas exigências

Quero provocar uma conversa sobre as novas exigências da profissão:

Por que os jornais estão unificando as redações (impresso e online)?
O jornalista hoje pode se dar ao luxo apenas de escrever, sem se preocupar com os recursos multimídia: edição, fotografia, áudio e vídeo?
O jornalista pode descuidar-se de ampliar o alcance do que publica ou de “estender” a notícia em blogs, Twitter, Facebook ou outras redes sociais?

Seguem abaixo endereço de algumas páginas que falam sobre jornalismo e um link em meu blog para livros virtuais que podem ser baixados gratuitamente.


Links e livros sobre jornalismo

♦ Livros virtuais sobre jornalismo para serem baixados gratuitamente – Blog Plínio
♦ Comunique-se (Portal de informações)
♦ Cadernos de Tipografia
♦ Bíblia de Gutenberg
IJNet – Rede de Jornalistas Internacionais
♦ Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação
♦ FNPI – Fundación Nuevo Periodismo (Gabriel Garcia Márquez)
♦ Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo
♦ ABI – Associação Brasileira de Imprensa
♦ Centro Knight para Jornalismo nas Américas
♦ Revista Imprensa
ABL – Academia Brasileira de Letras, com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp)
♦ Blog Novo em Folha (Treinamento da Folha de S. Paulo)

Recomendado para você