Plínio Bortolotti

Almofala e a igreja que desaparece

1413 1

Igreja de Nossa Senhora da Conceição, engolida pelas dunas no século XIX, redescoberta nos anos 1940

Almofala, terra dos índios tremembés, fica a cerca de 230 quilômetros de Fortaleza. A estrutura de hospedagem é modesta, com duas pequenas pousadas, um tanto quanto precárias.

No vilarejo, vale a pena dar uma olhada na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, construída em 1712. Exemplo da arquitetura colonial. No fim do século XIX, início do século XX a igreja é soterrada por uma duna móvel. Na década de 1940, o templo reaparece. Está reformado, pintado de um branco imaculado.

Tartarugas marinhas

A cerca de três quilômetros do vilarejo, por uma estrada carroçável (em boas condições), pode-se visitar o projeto Tamar (tartarugas marinhas). Almofala é uma área em que se acumulam muitas algas, um dos alimentos preferidos de várias espécies de tartarugas marinhas.

Por sua vez, com a abundância do animal, os pescadores também tinham o hábito de caçá-los para comê-las.

Hoje, segundo o simpático Djavan – um menino de 14 anos que nos guia pelos tanques explicando como eles cuidam das tartarugas – o hábito de usá-las como alimento está extinto e os pescadores colaboram na preservação da espécie.

Veja também Icaraí de Amontada

Veja mais fotos (clique nas imagens para ampliar).

Tartaruga marinha em recuperação em um dos tanques do projeto Tamar

Vista da praia de Almofala

Recomendado para você