Plínio Bortolotti

Espaço O POVO: “100% mulher”?, o olhar sobre Fortaleza e Halder Gomes, de “Área Q”

A programação do mês de abril do Espaço O POVO de Cultura e Arte começa no dia 10/4 (terça-feira) com o “Confronto de Ideias”, seção que migra das páginas dos jornais e da internet para encontros presenciais.

Lea T

Para o primeiro “Confronto” (10/4), o tema será o seguinte: ao fazer a cirurgia de mudança de sexo a transexual Lea T tornou-se “100% mulher”?, como descreveram alguns jornais? Debatedores: a estudiosa de gênero, Sílvia Siqueira (doutora em História, professora da Uece) e o urologista Paulo Reis, especialistas em sexualidade humana. [Ver matéria no O POVO]

11/4 – Os quatro cantos de Fortaleza

Ainda esta semana, nas comemorações dos 286 anos de Fortaleza, dois encontros vão falar sobre a cidade. No dia 11/4 (quarta-feira) a conversa será sobre Os quatro cantos de Fortaleza: uma prosa sobre memória, comportamento e espaços da cidade, com Preto Zezé (presidente nacional da Central Única das Favelas – Cufa), Lídia Noêmia dos Santos, (historiadora), Narcélio Limaverde (memorialista e radialista) e Lídia Valesca Pimentel (socióloga, autora do trabalho “Vida nas ruas: corpos em percursos no cotidiano da cidade”).

12/4 – Cronicas da cidade

No dia 12/4 (quinta-feira), teremos O olhar do cronista sobre a cidade, com Carlos Vazconcelos (autor de “O mundo dos vivos”), Demitri Túlio (jornalista e cronista, assinando a coluna “Das Antigas” no O POVO) e Raymundo Netto (escritor e cronista no O POVO).

19/4 – Área Q

O cineasta Halder Gomes estará na Entrevista Aberta, no dia 19/4. Diretor-executivo de “Área Q”, diretor do curta “Os astista contra o caba do mal”; dos longas “The morgue”, “No calor da terra do sol” e “As mães de Chico Xavier”.

20/4 – Breve história

No dia 20, será o lançamento do livro Fortaleza: uma breve história, com noite de autógrafos e bate-papo com os autores Artur Bruno e Airton de Farias, com a participação da professora Clélia Lustosa (UFC).

Serviço
Todas as atividades começam às 19 horas.
Entrada aberta e gratuita (não é preciso fazer inscrição).
Av. Aguanambi, 282 – Fortaleza, CE.

Recomendado para você