Plínio Bortolotti

Tim Bernes-Lee: Diga ao Facebook e ao Google que você quer seus dados de volta

648 1

Matéria no The Guardian, 18 abril 2012 (clique para ampliar)

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian, Tim Bernes-Lee, o criador da World Wide Web (www), critica empresas como o Facebook, Google e Linkedln por se apropriarem dos dados dos usuários, sem dar-lhes a liberdade de manejá-los de acordo com as suas necessidades como, por exemplo, transferi-los para outros sites.

Ilhas

Para ele, isso pode levar a internet a se tornar “ilhas fragmentadas”. Bernes-Lee afirma que, casos essas empresas liberassem os dados dos internautas haveria um “tremendo potencial para ajudar a humanidade”, propiciando maior amplitude de serviços.

Comércio

Ele diz que a comunidade online poderia chegar a um entendimento sobre a portabilidade dos dados, permitindo que se transferisse de um site em declínio, como o Digg, para outro à escolha do internauta. Mas ele tem ciência das dificuldades de isso vir a acontecer. Ele dá como exemplo o Facebook, que utiliza comercialmente as informações de seus usuários. E diz que permitir que os competidores tenham acesso a esses dados não é algo que essas empresas desejam fazer.

Comentário

É o que às vezes eu tento dizer, sem ser compreendido pelas seitas eletrônicas. A Internet é a “terra da liberdade”, mal comparando, como era o Malboro em relação aos fumantes: você pode se intoxicar se não tomar cuidado.

Veja a matéria completa (em inglês) no The Guardian.
Sugiro ainda: Steve Jobs criou uma nova seita [post de minha autoria]

[Agradeço a Nadja Furtado pela tradução do artigo]

Recomendado para você