Plínio Bortolotti

Fundações querem ensino de jornalismo tipo “hospital universitário” nos Estados Unidos

No Brasil, o debate sobre se os cursos de Jornalismo devem se preocupar mais com a teoria ou a prática sempre esteve presente. Existem os que entendem que as faculdades devem investir mais na teoria, tendo em vista que a prática se aprende rapidamente; outros entendem que os cursos devem, basicamente, preparar o profissional para o “mercado”.

Estados Unidos

Mesmo entendendo que há diferenças entre o ensino no Brasil e nos Estados Unidos, é interessante observar que nos EUA a tendência parece ser intensificar o ensino prático, pelo que se pode depreender de matéria publicada no portal do Centro Knigth para Jornalismo nas Américas, que vou resumir abaixo.

Em carta aberta aos reitores das universidades americanas, um grupo de fundações que financiam projetos de jornalismo pediu que as escolas de comunicação e jornalismo adotem um modelo de ensino do tipo “hospital universitário”.

Prática e teoria

A carta, assinada por representantes de organizações como a Fundação Knight, a Fundação McCormick e a Fundação para a Ética e a Excelência no Jornalismo, as escolas que, na era digital, mantêm o status quo e não se reinventam, para incluir as novas tecnologias e inovação em seus currículos, ficam “para trás” e “correm o risco de se tornarem irrelevantes para os doadores privados e, mais ainda, para os estudantes que buscam servir”. A carta pede a adoção de um modelo de ensino com combinação entre pratica e teoria, por meio da participação de profissionais de “alto calibre nas aulas”.

É melhor ter profissionais do que teóricos

Em maio, Eric Newton, assessor sênior da presidência da Fundação Knight, disse em discurso que o mundo acadêmico está não apenas desatualizado, mas enfrenta ainda a falta de bons profissionais os professores. “Simplesmente não se pode dirigir um hospital universitário sem médicos, mas se pode dirigir um sem pesquisadores. Por favor entendam: é melhor ter os dois. Ainda assim, os médicos são necessários”. disse.

Veja a matéria completa.

Recomendado para você