Plínio Bortolotti

Em visita ao O POVO, presidente da ACM fala sobre a falta de segurança que atinge operadores do Direito

Juízes Ricardo Barreto (esq.) e Antonio Alves Araújo (ao fundo). Clique para ampliar

Visitou hoje (20/8/2012) O POVO o presidente da Associação Cearense de Magistrados (ACM), Ricardo Barreto. Ele estava acompanhado do vice-presidente, Antonio Alves Araújo e da assessora de Comunicação, Mayra Pontes.

Audiência pública

Eles vieram divulgar a audiência pública que debaterá a a falta de segurança que atinge juízes e outros operadores do Direito.

O evento será no dia 23/8 (quinta-feira), às 14 horas, na Escola Superior de Magistratura do Ceará (Esmec). Também fazem parte da organização da atividade, a Associação Cearense do Ministério Público (ACMP) e Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec).

Ocorrências

No ano de 2012, a ACM já relacionou 12 ocorrência no Ceará contra a instituição Justiça, como invasão de fóruns para roubo de armas, tentativas de assassinatos durante audiência e atentados contra juízes e promotores.

Recomendado para você