Plínio Bortolotti

Um pequeno momento de felicidade

Meu artigo publicado na edição de hoje (1º/11/2012) no O POVO:

Lavina e a mãe, Maria Luzirene da Silva. Foto: Igor de Melo

Um pequeno momento de felicidade
Plínio Bortolotti

Acostumado a escrever sobre temas “duros”, talvez os eventuais leitores estranhem o título do artigo. Mas foi o que experimentei ao ler, na manhã de ontem, no O POVO, que finalmente a menina Lavina, de dois anos, havia feito a cirurgia para desobstruir as vias lacrimais. A intervenção foi realizada depois de um ano e meio de espera na fila do Hospital Geral de Fortaleza (HGF).

Quem quiser ver o rostinho sorridente de Lavina, e o texto da repórter Juliana Diógenes, explicando o caso, pode clicar aqui.

Foi longa a jornada de Lavina e da mãe. Tomei conhecimento do caso por uma matéria neste jornal em maio deste ano – quando a criança já esperava pela cirurgia há um ano – e escrevi o artigo O SUS, as crianças e o HGF.

Assim que o texto saiu, recebi severa crítica de uma assessora do HGF, “indignada ao máximo”, afirmando que eu havia “sonegado” a informação que a cirurgia já fora marcada; certo, só que por um motivo ou outro, não foi realizada. Escrevi novo artigo: A longa espera no HGF.

Quem me mantinha informado sobre a via crúcis da mãe para conseguir a cirgurgia era o leitor Célio Miranda, a quem agradeço. As informações, eu passava para a editora do Núcleo de Cotidiano, Tânia Alves, que manteve o caso em pauta.

Reconheço os problemas da saúde pública no Brasil – e não quero responsabilizar nem os médico e nem HGF por isso. Mas é preciso dizer que mais 50 crianças esperam por procedimento parecido, sendo o HGF o único hospital público no Ceará que faz esse tipo de intervenção.

A impressão que ficou, durante o percurso, é que o HGF só se movimentava quando era demandado pelo jornal. Ao que parece, também não existe cadastro das crianças que necessitam da cirurgia, uma lista de chamada organizada, pois o próprio hospital orienta aos pacientes que estão na fila a procurarem diretamente a ouvidoria. A obstrução das vias lacrimais, problema aparentemente simples, causa grande sofrimento às crianças.

Recomendado para você