Plínio Bortolotti

“Os espantos” de Tércia Montenegro na Bienal

A escritora Tércia Montenegro define seu novo trabalho, o livro Os Espantos (Edições Demócrito Rocha), “como um convite ao susto”, para em seguida explicar: “Susto no bom sentido”. Isso porque a coletânea de 50 crônicas publicadas ao longo dos últimos dois anos no O POVO quer “celebrar o espanto saudável e a surpresa do humor”.

Crônica

“Os Espantos” é o primeiro livro de crônicas da contista cearense, que tem vários livros publicados (“Linha Férrea”, “O Resto do teu corpo no aquário”, “O Vendedor de Judas”, “O tempo em estado sólido”), e participação em antologias nacionais, além de incursões pela literatura infanto-juvenil (“História de uma calça jeans”, “Manual para beijar”, “Rachel de Queiroz: o mundo por escrito”).

Cotidiano

Na crônica, a escritora exercita uma narrativa que extrai do cotidiano o que ele tem de absurdo e humorístico. Talvez o “espanto” more com o próprio leitor ao constatar o quanto de coletivo existe no estranhamento da escritora em suas viagens pelo mundo, no trato com os vizinhos, nas visitas a museus e galerias, nos livros que lê, na vida que corre solta e que ela recorta um ou outro episódio. O livro Os Espantos confirma a firmeza da contista e leveza de uma sólida cronista.

Lançamento nesta quarta-feira (14/11/2012), 19h30min.
Local:  Café Java – Bienal do Livro (Centro de Eventos do Ceará).

 

Recomendado para você