Política

Assembleia, que já não trabalha segunda, terá folga também quinta e sexta durante eleição

24 3

A mesa diretora da Assembleia Legislativa definiu, nesta quarta-feira, 10, como será o funcionamento durante o período eleitoral. Hoje, não há sessões às segundas-feiras. Até outubro, também não haverá nem nas quintas-feiras nem nas sextas-feiras. Só haverá sessão terça-feira e quarta-feira. Votação, apenas às quartas.

Participaram da reunião Tin Gomes (PHS), Manoel Duca (PDT), Evandro Leitão (PDT), Ferreira Aragão (PDT), Heitor Férrer (PSB), Carlos Felipe (PCdoB), Zé Ailton Brasil (PP), Renato Roseno (Psol), Elmano Freitas (PT) e Rachel Marques (PT) - (foto: José Leomar/Assembleia Legislativa/Divulgação)

Participaram da reunião Tin Gomes (PHS), Manoel Duca (PDT), Evandro Leitão (PDT), Ferreira Aragão (PDT), Heitor Férrer (PSB), Carlos Felipe (PCdoB), Zé Ailton Brasil (PP), Renato Roseno (Psol), Elmano Freitas (PT) e Rachel Marques (PT) – (foto: José Leomar/Assembleia Legislativa/Divulgação)

Não há eleições para deputados este ano, mas muitos deles são candidatos a prefeitos. Inclusive, o presidente em exercício da Assembleia é o deputado Tin Gomes (PHS), que concorre a prefeito de Fortaleza. E os que não são candidatos têm seus aliados concorrendo e interesses a defender em seus redutos eleitorais. As máquinas das prefeituras são cruciais para eleger deputados que, por sua vez, têm atuação decisiva para eleger prefeitos.

Devido a essa retroalimentação, em quase toda eleição, a Assembleia Legislativa reduz seu ritmo de trabalho. Isso tanto nos pleitos municipais quanto nos estaduais. O funcionamento ao longo de quatro manhãs por semana é extenuante demais para. Então, trabalharão dois dias e folgarão cinco durante a semana.

Recomendado para você