Política

Impeachment no Senado: Tasso e Eunício votam sim, Pimentel vota não

Votação no Senado transformou Dilma em ré por crime de responsabilidade (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Votação no Senado transformou Dilma em ré por crime de responsabilidade (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Votação do Senado que transformou Dilma Rousseff (PT) em ré por crime de responsabilidade voltou a dividir bancada do Ceará na Casa. Repetindo placar da votação que aceitou entrada do impeachment no Senado, votaram a favor da medida os senadores Tasso Jereissati (PSDB) e Eunício Oliveira (PMDB), ficando José Pimentel (PT) voto isolado contra a ação.

Na sessão da terça que aprovou o seguimento do processo na Casa, nem Eunício nem Tasso discursaram. Ex-líder do governo no Senado, Pimentel discursou contra o relatório do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG).

Aprovado o documento, Dilma será agora julgada por crime de responsabilidade pelo Sendo. Ao que tudo indica, placar na bancada cearense deve se manter o mesmo na votação final do impeachment.

Recomendado para você