Política

Representações por propaganda eleitoral irregular diminuem em Fortaleza em relação a 2012

Equipe de fiscalização da Justiça Eleitoral (Foto: Divulgação / TRE-CE)

Equipe de fiscalização da Justiça Eleitoral (Foto: Divulgação / TRE-CE)

Em quase um mês de campanha, apenas 66 representações por propaganda irregular foram ajuizadas em Fortaleza. O número é cerca de 10% do total de ações registradas na última campanha municipal da Cidade, em 2012, que teve 608 representações. Veja as representações aqui.

A diminuição do tempo de campanha, que caiu pela metade em decorrência das novas regras eleitorais, e outras mudanças na legislação são apontadas como fatores que contribuíram para a queda. Em 2012, mais de 80% das representações diziam respeito a pinturas em muro, prática vedada na nova regra eleitoral. Das ações ajuizadas este ano, metade são de invasão de candidato no horário eleitoral destinado a outro cargo.
Novo levantamento do número de questionamentos e reclamações nos três canais disponibilizados pela Justiça Eleitoral – formulário eletrônico, balcão dos cartórios eleitorais e no telefone 148 – aponta para grande participação do eleitor. Até a última sexta-feira, 9, quase mil reclamações chegaram aos juízes eleitorais em todo o Estado.

Das 989 denúncias registradas no Ceará, 455 foram através do formulário na internet e 349 por intermédio do telefone 148 (Disque Eleitor) disponibilizado apenas para os eleitores da capital, ou seja, 46% e 35% das reclamações, respectivamente. Outras 185 reclamações foram feitas diretamente nos cartórios eleitorais.

Fortaleza concentra o maior número de denúncias: 567. Além das 349 ligações do Disque Eleitor, 127 reclamações chegaram através do formulário na internet e 91 petições nos cartórios da capital. (Com informações do Tribunal Regional Eleitoral – TRE-CE)