Política

Nem RC, nem Wagner: Heitor decide ficar neutro no 2° turno

Heitor ficará neutro no 2° turno (Foto: Divulgação / Assembleia Legislativa)

Heitor ficará neutro no 2° turno (Foto: Divulgação / Assembleia Legislativa)

O candidato derrotado no primeiro turno da disputa à Prefeitura de Fortaleza, Heitor Férrer (PSB), anunciou na manhã desta quinta-feira, 13, que não vai apoiar nenhum dos concorrentes ao Paço Municipal. A decisão é tomada apesar do posicionamento da sua legenda, que decidiu apoiar o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

“Meu eleitor é muito consciente, muito firme nas suas escolhas, tanto é que com todas as dificuldades tive quase 100 mil votos. Então ele (eleitorado) é senhor do seu voto, não será induzido por mim para votar. Acho que, no momento, para que esse eleitor se sinta respeitado, tanto para os que votam em um como para os que votam no outro, eles querem a minha neutralidade”, disse.

Sobre a posição do PSB, Heitor afirmou que não há desentendimentos com o presidente estadual da sigla, o deputado federal Danilo Forte. “Nós estamos sintonizados no que diz respeito às causas partidárias com exceção da posição que o partido tomou agora para o segundo turno”, afirmou.

No final do ano passado, a filiação de Heitor ao PSB foi prestigiada pelo candidato Capitão Wagner (PR). Na ocasião, foram trocadas promessas de apoio um ao outro no segundo turno. “Primeiro, naquela época não tínhamos conhecimento do programa de governo, não sabíamos com quem os candidatos se aliariam, quais as composições que iriam fazer, se prometeriam coisas republicanas ou não”, falou o deputado sobre isso.

Durante a disputa no primeiro turno, Heitor criticou diversas vezes posicionamento de Wagner favorável ao armamento da Guarda Municipal. “Uma coisa é 2015, antes de sermos candidatos, outra coisa é um pós-pleito eleitoral. Portanto, pós-pleito eleitoral, que é o que vale, nós não temos nenhuma possibilidade de aderir a qualquer candidatura”.

Recomendado para você