Política

“Candidatura ao governo é prioridade”, diz Wagner

349 7

O deputado estadual cobra da oposição a antecipação do debate eleitoral em 2018. Foto: Maximo Moura/AL-CE

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) disse que sua candidatura ao Governo do Estado é prioridade no ano que vem. Mais votado na Assembleia Legislativa em 2014, o parlamentar é um dos nomes do bloco de oposição ao governador Camilo Santana (PT) para a disputa de 2018. Derrotado em 2016 à Prefeitura de Fortaleza, o deputado admitia a possibilidade, mas não colocava como prioridade.

Na manhã desta terça-feira, 8, Wagner se reuniu com lideranças do PR para discutir as estratégias eleitorais para o ano que vem. Aliado do parlamentar, o deputado federal Cabo Sabino (PR) tem dito que o atual governador deve ter facilidade na eleição do ano que vem e que pode se reeleger no primeiro turno.

“Camilo Santana é o candidato natural à reeleição. É um governo que tem trabalhado, tem inaugurado obras pequenas, necessárias ou não, mas está nas ruas todos os dias. É um governo de muita aproximação, muito popular e, do outro lado, quem nós vamos colocar?”, disse à jornalista Kezya Diniz o parlamentar que está de malas prontas para o Podemos.

PMDB só sai da disputa pelo governo do Ceará com Tasso candidato

Wagner minimizou as palavras de Sabino e disse que as declarações tinham o objetivo de “cutucar a oposição para deliberar os nomes para o ano que vem”. “E ele tem razão de nós estarmos parados”, disse.

De acordo com o deputado, a saída de Sabino do PR não muda a relação de aliança. “Ele está indo para o Podemos e continua na nossa base, no nosso bloco. Não existe motivo para ele sair”, disse.

Estratégias

Na semana passada, Wagner se reuniu com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), em evento com claros ares eleitorais. O tucano é pré-candidato a presidente da República. “O PSDB é um partido aliado, claro que vamos procurar para discutir projetos para o Estado”, disse.

Além de Wagner, os senadores Eunício Oliveira (PMDB) e Tasso Jereissati (PSDB) são ventilados pelo grupo de oposição para evitar a reeleição de Camilo Santana.

Recomendado para você